Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2015 > Vice-presidente Michel Temer convida empresários norte-americanos a ampliar investimentos no Brasil

Notícia

Vice-presidente Michel Temer convida empresários norte-americanos a ampliar investimentos no Brasil

por ASCOM/VPR publicado: 22/07/2015 17h41 última modificação: 22/07/2015 17h41
Exibir carrossel de imagens Anderson Riedel/VPR Vice-presidente Michel Temer fala a acadêmicos e empresários associados à Universidade de Cornell

Vice-presidente Michel Temer fala a acadêmicos e empresários associados à Universidade de Cornell

O vice-presidente Michel Temer proferiu palestra, na tarde desta terça-feira (21), em Nova Iorque, para os 30 maiores investidores e gestores de fundos de investimentos norte-americanos no Brasil. Juntos, eles administram US$ 14 trilhões em investimentos no mundo, cerca de sete vezes o Produto Interno Bruno (PIB) brasileiro.

Cada investidor perguntou ao vice-presidente sobre os principais temas políticos e econômicos do país. Temer afirmou que "o Brasil é o melhor investimento para os fundos" e que eles “certamente terão muitos lucros investindo no país”, ressaltando que o Brasil cumpre rigorosamente os contratos assumidos.

 Na manhã de terça-feira, o vice-presidente Michel Temer palestrou na seção da Ordem dos Advogados de Nova Iorque sobre desafios institucionais e coordenação política. Temer afirmou que, apesar das dificuldades intrínsecas ao seu trabalho, os resultados têm sido positivos.

“A coordenação política requer construir as condições para a governabilidade e implica diálogo com o objetivo de ouvir demandas, acomodar interesses e somar contribuições. O resultado tem sido o apoio crescente da base aliada às iniciativas do Executivo”, explicou.

A viagem oficial teve início na segunda-feira (20), quando o vice-presidente proferiu palestra a um público de acadêmicos e empresários associados à Universidade de Cornell. Temer falou sobre a política econômica e as reformas em curso no Brasil e convidou os empresários a participar do Programa de Investimento em Logística, que prevê investimentos de R$ 198,4 bilhões em concessões nos próximos anos.