Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2015 > Governo polonês demostra interesse em projetos com o Brasil

Notícia

Governo polonês demostra interesse em projetos com o Brasil

por Ascom/VPR publicado: 17/09/2015 15h30 última modificação: 17/09/2015 15h35
Ascom/VPR
Romério Cunha/VPR Michel Temer em declaração à imprensa ao lado de Ewa Kopacz

Michel Temer em declaração à imprensa ao lado de Ewa Kopacz

O vice-presidente Michel Temer realizou hoje (17) uma série de compromissos oficiais em Varsóvia, na Polônia. Nas reuniões com as mais altas autoridades do país, comprovou o crescente interesse polonês no desenvolvimento de projetos com o Brasil.

Na reunião com a primeira-ministra Ewa Kopacz, um dos temas principais foi o investimento polonês no Plano Nacional de Logística e Transportes. “Espero que nossos contatos gerem contratos”, disse a governante.

“Foi uma viagem muito produtiva. Não só o interesse da Polônia, mas dos empresários brasileiros pela Polônia. Há necessidade de aproximação muito grande entre nossos países”, falou o vice-presidente.

Com o presidente Andrzej Duda, foi tratada, especialmente, a possibilidade de compra dos cargueiros militares KC-390 pelas Forças Armadas da Polônia.

O vice-presidente também participou do Foro Empresarial Brasil-Polônia, que reuniu dezenas de empresários dos dois países. A Câmara de Comércio da Polônia e a Apex-Brasil organizaram o evento. O ministro de Minas Energia, Eduardo Braga, disse que o Brasil é cumpridor de contratos. “Somos um porto seguro para investimentos poloneses”, afirmou.

O ministro Helder Barbalho, da Pesca e Aquicultura, falou sobre a projeção de crescimento de 20% do setor no Brasil nos próximos anos e do exemplo polonês na produção e extração de peixes. “Também queremos estimular a industrialização do pescado”, comparou.

No Foro, foi assinado o Memorando de Entendimento em Turismo para aumentar o intercâmbio no setor. O ministro Henrique Alves lembrou que o ano que vem guarda duas oportunidades para o turismo nos dois países. A Polônia vai sediar a Jornada Mundial da Juventude e o Brasil, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. “Será uma oportunidade de mostrar o Brasil ao mundo”, declarou.

A infraestrutura brasileira também foi tema de debates. O ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, falou que a Polônia é exemplo da aviação regional. E comentou os números do mercado brasileiro. “Crescemos 10% ao ano nos últimos 10 anos e vamos crescer 7% nos próximos 20 anos”, disse.

Já o ministro dos Portos, Edinho Araújo, lembrou da possibilidade de investimento polonês tanto em portos públicos como privados, que poderão ser construídos na costa brasileira. “Nossa relação tem passado, presente e terá muito mais futuro”, completou.