Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2015 > Kazaquistão pede apoio do Brasil para Conselho de Segurança da ONU

Notícia

Kazaquistão pede apoio do Brasil para Conselho de Segurança da ONU

por Ascom/VPR publicado: 15/04/2015 16h00 última modificação: 15/04/2015 17h40
Ascom/VPR
Romério Cunha/VPR Senadora Birganyn Sarayevna, do Kazaquistão, cumprimenta o vice-presidente.

Senadora Birganyn Sarayevna, do Kazaquistão, cumprimenta o vice-presidente.

A senadora Birganyn Sarayevna pediu nesta quarta-feira apoio do Brasil para que o Kazaquistão seja membro temporário do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Em audiência o vice-presidente Michel Temer, ela relatou que, até 1991, seu país foi palco de mais de 500 testes com armas nucleares, no subsolo e na superfície de uma área do tamanho da Alemanha. Por isso, hoje eles defendem a eliminação total desse tipo de armamento.

A senadora disse também que o Kazaquistão dá suporte à proposta brasileira de alteração no Conselho de Segurança, com a inclusão de novos integrantes e concorda com a candidatura do Brasil a uma vaga permanente. Segundo ela, após o final da guerra fria e a queda da União Soviética, seu país abrigava armas atômicas que o tornariam a quarta potência nuclear do mundo. Mas se recusou a manter esse arsenal.

Hoje, o Kasaquistão defende o uso pacífico da tecnologia nuclear. Michel Temer disse que o Brasil analisará a proposta e concordou com a utilização desse tipo de conhecimento somente para fins pacíficos. Birganyn convidou Temer e Dilma para visitarem o Kasaquistão.