Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2015 > “Estamos ajustando a economia para crescer”, diz Michel Temer na Espanha > “Estamos ajustando a economia para crescer”, diz Michel Temer na Espanha

Notícia

“Estamos ajustando a economia para crescer”, diz Michel Temer na Espanha

publicado: 23/04/2015 09h43 última modificação: 23/04/2015 09h44

Vice-presidente Michel Temer no Foro de Lideres da EFE na sede da empresa em Madri O vice-presidente Michel Temer encerrou nesta quinta (23) sua viagem oficial à Espanha. Em entrevista concedida à Agência de Notícias EFE, defendeu as medidas de ajuste fiscal para colocar o Brasil de maneira mais eficiente em novo ciclo de desenvolvimento.

"Este ajuste visa a continuar fazendo crescer. O nosso lema é ajustar para crescer. Na Espanha, também foi feita essa reprogramação, que está dando resultados, disse o vice-presidente para empresários, políticos e jornalistas convidados pela EFE.

Os investimentos da Espanha no Brasil, que atingiram US$ 90 bilhões em 2013, também foram citados pelo ministro dos Assuntos Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo. O Brasil é um mercado fundamental para a Espanha, tanto em investimento como em relações comerciais, destacou o ministro.

O vice-presidente lembrou que as 950 empresas espanholas estão no Brasil mostram a força da relação bilateral. Temos uma relação fraternal com Espanha, mas também relação pragmática, concreta. Minha viagem teve esse caráter, de estabelecer relação sólida mas reiterar pessoalmente a força dessa relação. Continuem investindo no Brasil, terminou o vice-presidente.

Na programação na Espanha, Michel Temer se encontrou o rei Felipe VI; com a vice-presidente, Soraya Santamaria; com o ministro da Economia, Luis de Guindos; o presidente do Câmara dos Deputados, Jesús Posada. Ele também informou que trouxe convite oficial da presidente brasileira, Dilma Rousseff, ao presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, para que este visite o Brasil.

No "Seminário Brasil-Espanha, a Apex Brasil e a entidade espanhola homóloga, Icex, firmaram acordo de cooperação para aumentar as exportações dos dois países. O vice-presidente e o ministro da Economia espanhol chegaram à conclusão que é possível dobrar o intercâmbio comercial entre os dois países, que chegou a US$ 7,1 bilhões em 2014.