Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2014 > Vice-presidente comemora resultados da III Reunião da Cosban

Notícia

Vice-presidente comemora resultados da III Reunião da Cosban

por ASCOM/VPR publicado: 07/11/2013 08h12 última modificação: 19/03/2014 12h50
Anderson Riedel/VPR Vice-presidente Michel Temer na III Reunião da Cosban

Vice-presidente Michel Temer na III Reunião da Cosban

O vice-presidente da República, Michel Temer, considerou um avanço na relação bilateral a reunião da Cosban, Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Cooperação e Concertação, em Cantão, no sul da China. "Comparando com a última reunião em Brasília em 2011, acho que este encontro foi mais produtivo, com maior entendimento entre os dois países sobre as questões centrais trazidas para discussão", disse Temer a jornalistas.

O vice-primeiro-ministro da China, Wang Yang, também celebrou o ganho de importância da comissão. "A Cosban é fundamental para aprimorar nosso consenso", disse.

Temer lembrou que houve o entendimento sobre o cronograma de inspeções sobre produtos agropecuários que os dois países querem exportar. No caso do Brasil, o pleito é sobre a carne bovina, embargada pelos chineses por suspeita de contaminação com a doença da vaca louca. O governo chinês prometeu enviar inspetores ao Brasil no menor prazo possível.

Por outro lado, os chineses querem vender ao Brasil produtos lácteos, pescados e pêras. O Brasil deve enviar técnicos em inspeção ao país asiático em maio do ano que vem.

O vice-primeiro-ministro disse que a China vai participar de leilões na área de infraestrutura como uma forma de investir no barateamento do custo de produção no Brasil. E que, como decisão de governo, pretende aumentar as importações de soja brasileira.

Durante a reunião da Cosban, foram assinados atos sobre venda de milho do Brasil para a China e o Plano Decenal de Cooperação Espacial, que prevê a continuidade e incremento do programa espacial entre os dois países que ocorre desde 1988.

A Cosban também funcionou como balizador para a visita do presidente chinês, Xi Jinping, ao Brasil, no ano que vem. "Acredito que muito do que tratamos aqui terá resultado efetivado nessa visita", disse Temer.