Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2014 > Brasil e Rússia fecham acordos e defendem relação de longo prazo

Notícia

Brasil e Rússia fecham acordos e defendem relação de longo prazo

por ASCOM/VPR publicado: 14/07/2014 18h05 última modificação: 14/07/2014 18h05
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

No Brasil para participar da VI Cúpula dos BRICS, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi recebido nesta segunda-feira (14) no Palácio do Planalto. Depois da cerimônia oficial de boas-vindas, Putin participou de audiência com a presidente da República, Dilma Rousseff, e com o vice-presidente Michel Temer, co-presidente da Comissão Russo-Brasileira de Alto Nível de Cooperação. Ministros dos dois governos também estiveram presentes.

Depois da reunião, foram firmados acordos nas áreas de energia, defesa, ciência e tecnologia, e comércio. Um dos principais prevê o aumento das trocas comerciais para US$ 10 bilhões anuais. Pela Declaração do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Federação da Rússia e do Ministério da Defesa do Brasil, os dois países examinaram o estágio das tratativas para o desenvolvimento na área de defesa antiaérea.

 Os dois países também concordaram com a instalação de uma estação de calibragem do sistema de navegação por satélite, Glonass, que permitirá melhor definição de imagem. A tecnologia será instalada na Universidade Federal de Santa Maria (RS) e no Instituto Tecnológico de Pernambuco.

Outro acordo prevê a cooperação técnica entre a Universidade de Pesquisa Científica de São Petesburgo e Soro e o Instituto Butantan para a produção de vacinas contra doenças como difteria, tétano, coqueluche e meningite. O Butantan também terá acesso ao mercado russo para venda de vacinas.

Durante almoço oferecido no Palácio do Itamaraty, a presidenta Dilma voltou a ressaltar que os dois países podem trocar experiências na organização de grandes eventos esportivos. A Rússia sediará a próxima Copa do Mundo, em 2018, e o Brasil, as Olimpíadas, em 2016.