Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2013 > Junho > Michel Temer pede apoio da França para Expo 2020 em São Paulo

Notícia

Michel Temer pede apoio da França para Expo 2020 em São Paulo

por Portal Planalto publicado: 10/06/2013 14h22 última modificação: 10/06/2013 14h28
aSCOM/vpr

O vice-presidente, Michel Temer, solicitou nesta segunda-feira (10) ao presidente da França, François Hollande, apoio a São Paulo para sediar a Expo Universal 2020 - uma das maiores exposições mundiais, que pode levar mais de trinta milhões de turistas à capital paulista. A candidatura será defendida oficialmente nesta quarta-feira na Assembléia Geral do Bureau International des Expositions (BIE).

Temer e Hollande reuniram-se no Palácio do Eliseu, sede do governo francês. Fazem parte da comitiva oficial brasileira, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o prefeito da capital, Fernando Haddad, e o ministro do Turismo, Gastão Vieira. O vice-presidente ressaltou a importância da integração de diferentes esferas de poder na defesa da candidatura paulista, sinalizando claramente o compromisso do governo brasileiro com a iniciativa de disputar a Expo 2020. "Sua excelência (Hollande) ficou de examinar esse assunto onde demonstrou muita simpatia por São Paulo", relatou Temer.

Vice-presidente, Michel Temer , junto com comitiva oficial brasileira, apresentam candidatura de São Paulo à Sede da Expo 2020.

Entre as cidades que disputam a sede da exposição, também estão Izmir, na Turquia, Ecaterimburgo, na Rússia, e Dubai, nos Emirados Árabes. "Estamos irmanados no objetivo de levar a Expo 2020 para São Paulo", disse Temer após o encontro. "É um evento que irá levar grandes benefícios para o Brasil, além de mostrar que somos um exemplo de país pacífico para o mundo, onde etnias, raças e povos de diferentes origens convivem em perfeita harmonia", concluiu.

A eleição da cidade sede está marcada para novembro deste ano em Paris, na Assembleia Geral do BIE. Até lá, a campanha será pela conquista dos eleitores de mais de 100 países. Na última semana, Temer já havia pedido votos para São Paulo ao Primeiro-Ministro da Hungria, Viktor Orbán, e ao primeiro-ministro da Inglaterra, David Cameron.