Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2013 > Abril > Brasil e Omã assinam primeiros acordos bilaterais

Notícia

Brasil e Omã assinam primeiros acordos bilaterais

por Portal Planalto publicado: 01/04/2013 09h48 última modificação: 27/06/2013 10h16
Ascom/VPR

Durante a visita oficial do vice-presidente da República, Michel Temer, os governos de Brasil e Omã assinaram os primeiros acordos diplomáticos entre os dois países. São memorandos de entendimento, que estabelecem mecanismos de consultas políticas bilaterais e comissão mista entre Brasil e Omã. Eles darão suporte a todos acordos que poderão ser assinados a partir de agora.

“São os primeiros instrumentos jurídicos que Brasil e Omã assinam depois do estabelecimento de relações diplomáticas. O acordo da comissão mista é um acordo ‘guarda-chuva’ sob o qual vamos construir todas as peças da relação bilateral” disse o diretor do Departamento do Oriente Médio e Ásia Central do Itamaraty, Carlos Ceglia.

O terceiro acordo prevê a cooperação esportiva entre os dois governos. Os omanis têm interesse em contar com a experiência brasileira, especialmente, no futebol e no vôlei, além da organização de eventos esportivos.

“É um momento histórico de adensamento das relações diplomáticas. Estamos negociando esses acordos há dois anos e vemos o fruto disso nesse momento. Esperamos que aumente o fluxo de intercâmbios comercial, cultural e de cooperação técnica entre os dois países’’, disse a embaixadora do Brasil em Omã, Mitzi Gurgel.

O vice-presidente Michel Temer acompanhou a assinatura dos acordos ao lado de ministros e representantes do governo omani.

Nesta segunda-feira, Temer teve também uma audiência com o vice-primeiro-ministro Sayyid Fahad al Said, que demonstrou interesse em contar com investimentos e cooperação brasileira para desenvolver Omã.

No segundo dia de visita ao país árabe, Temer ainda presenciou a assinatura de acordos entre empresários das duas nações. Eles prevêem a criação de um conselho empresarial composto por integrantes da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB) e a Câmara de Comércio e Indústria de Omã.

“A criação do conselho vai facilitar o intercâmbio de ideias para subsidiar os governos no sentido de melhorar o padrão comercial, econômico, de investimentos e de turismo”, falou Michel Alaby, secretário-geral da CCAB.

“Há uma consciência de modernidade extraordinária em Omã não apenas no desenvolvimento físico e material, mas também no físico cultural e social", concluiu o vice-presidente Michel Temer.

Assunto(s): Governo federal