Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2012 > Outubro > Vice-presidente defende maior integração comercial entre Brasil e países árabes

Notícia

Vice-presidente defende maior integração comercial entre Brasil e países árabes

por Portal Planalto publicado: 30/10/2012 17h19 última modificação: 31/10/2012 10h41

Um grupo de embaixadores árabes ofereceu, nesta terça-feira, 30, em Brasília, um almoço ao vice-presidente da República, Michel Temer. Decano dos Embaixadores presentes, Ramez Goussous, da Jordânia, destacou a importância das relações com o Brasil e convidou Michel Temer para visitar os países árabes.

De origem libanesa, o vice-presidente agradeceu a receptividade e disse sentir-se em família na presença dos anfitriões. Michel Temer aproveitou o encontro para manifestar também o interesse brasileiro em ampliar os negócios com os países árabes.

Até setembro deste ano, as exportações brasileiras para os países da liga árabe somaram US$ 10,7 bilhões, valor que correspondeu a 6% das vendas externas brasileiras no período, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Já as importações totalizaram US$ 8,6 bilhões. Mais de 50% das vendas brasileiras é composta por açúcares e carnes. A exportação de serviços é uma das prioridades dos empresários brasileiros.

"Pretendemos reunir, em 2013, empresários e governos árabes e do Brasil para discutir parcerias, de forma a integrar econômico e financeiramente os nossos países", destacou o vice-presidente. O encontro será organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, FIESP. Temer afirmou ainda que a paz no Oriente Médio é fator fundamental para a integração com o Brasil.

Estiveram presentes no encontro:

  • Ramez Zaki Odeh Goussous, Embaixador do Reino Hashemita da Jordânia;
  • Ibrahim Mohamed Khalil Alzeben, Embaixador do Estado da Palestina;
  • Abd Elghani Elanin Awad Elkarim, Embaixador da República do Sudão;
  • Baker Fattah Hussen, Embaixador da República do Iraque;
  • Yousef Ahmad Abdulsamad, Embaixador do Estado do Kuaite;
  • Djamel-Eddine Omar Bennaoun, Embaixador da República Argelina Democrática e Popular;
  • Khaled Said Salem Al Jaradi, Embaixador do Sultanato de Omã;
  • Hisham Sultan Al Zafir Al-Qahtani, Embaixador do Reino da Arábia Saudita;
  • Mohammed Ahmad Mohammed Al-Hayki, Embaixador do Estado do Catar;
  • Bachar Yaghi, representante da Liga dos Estados Árabes;
  • Moulaye Mohamed Ould Moulaye, encarregado de Negócios da Embaixada da República Islâmica da Mauritânia;
  • Conselheiro Abdeslam Maleh, encarregado de Negócio da Embaixada do Reino de Marrocos;
  • Primeiro-Secretário Jimmy Zakhia Douaihy, encarregado de Negócios da Embaixada da República Libanesa;
  • Primeiro-Secretário Ferchichi Mehrez, encarregado de Negócios da Embaixada da República da Tunísia;
  • Conselheiro Husein Hassan Tantoush, encarregado de Negócios da Embaixada da Líbia;
  • Ministro Hatem Hassan Kandil, encarregado de Negócios da Embaixada da República Árabe do Egito;
  • Mohamed Hussein El Zoghbi, diretor-executivo da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil; e
  • Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo