Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2012 > Setembro > Indústria láctea pede apoio do governo federal para desenvolver o setor

Notícia

Indústria láctea pede apoio do governo federal para desenvolver o setor

por Portal Planalto publicado: 26/09/2012 18h19 última modificação: 26/09/2012 18h31

Em audiência com o vice-presidente da República, Michel Temer, o presidente da Companhia Lácteos Brasil (LBR), Marcos Póvoa, entregou um estudo sobre o setor lácteo brasileiro. Trata-se de um diagnóstico para melhorar a qualidade do produto nacional e aumentar a produtividade.

De acordo com o levantamento, o Brasil é o quinto maior mercado de leite do mundo, atrás de União Européia, Estados Unidos, Índia e Rússia. Em 2012, a perspectiva é de que a produção chegue a 31 milhões de toneladas. A atividade gera 4,6 milhões de empregos e está presente em todas as regiões do país. No entanto, o documento ressalta que a baixa tecnologia empregada no campo compromete a competitividade dos produtos nacionais. “Os importados representam 30% do consumo nacional de leite em pó, levando a um saldo negativo na balança comercial de laticínios (com déficit de US$ 500 milhões em 2011). Em 2005, o volume não passava de 13%”, diz o estudo.

O presidente da LBR, que conta com 56 mil produtores de leite integrados, pediu o apoio do governo federal para o desenvolvimento do setor. “Precisamos de políticas de crédito para que o produtor invista em mecanização, aumente a produtividade e, com isso, a qualidade do leite vendido no país”, explicou Marcos Póvoa.

No documento, os industriais falam ainda na criação de um selo de qualidade do produtos e revisão das regras do PIS/Cofins. A intenção é que parte dos recursos arrecadados seja destinada a investimentos no campo.

Assunto(s): Governo federal