Notícia

Michel Temer lança fábrica de antirretrovirais em Moçambique

publicado: 21/07/2012 15h08, última modificação: 27/02/2018 22h51

 

O vice-presidente da República, Michel Temer, participou da cerimônia de lançamento das operações da fábrica de medicamentos antirretrovirais, em Matola (Moçambique). Nesta fase, a unidade chamada de Sociedade Moçambicana de Medicamentos vai embalar as pílulas importadas do Brasil. Os equipamentos que fazem a compressão dos insumos químicos já foram instalados e começarão a produzir os remédios a partir de dezembro.
"Como podemos ver, percorremos um enorme caminho até aqui, que envolveu tecnicos de diversas áreas. Já recebemos a colaboração de técnicos em diversas áreas", disse o ministro de Moçambique. "Vamos continuar a trabalhar para termos condições de iniciarmos a fabricação no fim do ano", disse o ministro da Indústria e Comércio de Moçambique, Armando Inroga.
Seguindo o protocolo da indústria farmacêutica moçambicana, os produtos passarão por seis meses de testes antes da comercialização. A construção da fábrica teve o apoio do governo brasileiro por meio da Fundação Oswaldo Cruz, que também participa da formação dos profissionais. A cooperação foi idealizada durante a gestão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e o projeto teve início em 2004.
"Eu levo de Moçambique a ideia de integração. O que nos une são aspirações comuns", disse o vice-presidente do Brasil. "Sinto que até na cordialidade somos iguais", falou Temer.