Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2012 > Junho > Michel Temer diz que Eletrobras é um pilar do desenvolvimento do país

Notícia

Michel Temer diz que Eletrobras é um pilar do desenvolvimento do país

por Portal Planalto publicado: 19/06/2012 10h41 última modificação: 19/06/2012 11h13
Romério Cunha

Romério Cunha

No evento de comemoração dos 50 anos da Eletrobrás, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o presidente da República em exercício, Michel Temer, defendeu o fortalecimento da companhia elétrica. Disse que a distribuição de eletricidade é garantia de desenvolvimento com inclusão social e que o governo federal tem trabalhado nesse sentido. “Quando éramos jovens, já sabíamos que o Brasil precisava de eletricidade para desenvolver sua indústria. O país teve um crescimento extraordinário e a Eletrobrás foi fundamental para isso”, falou Temer. O presidente lembrou que o programa Luz para Todos garante o acesso de comunidades isoladas à energia elétrica.

O presidente da Eletrobrás, José da Costa Carvalho Neto, falou que as metas propostas pela ONU para os países atingirem até 2030 já são parcialmente cumpridas pelo Brasil e serão atendidas em 2014. “Estamos na semana da Rio+ 20 e na área de energia três metas serão propostas pela ONU para serem obtidas em 2030: o aumento da participação de renováveis na matriz energética, o incremento da eficiência energética, e a universalidade do atendimento. As duas primeiras metas já cumprimos e a terceira cumpriremos em 2014”, disse.

Michel Temer recebeu a Medalha Comemorativa de 50 Anos da Eletrobras, criada pela Casa da Moeda. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral também foram agraciados. Antes da cerimônia no Theatro Municipal, Cabral promoveu a recepção dos integrantes das delegações que participam da Rio+20, no Palácio Guanabara. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o governador e o presidente em exercício deram as boas vindas às autoridades estrangeiras.

Assunto(s): Governo federal