Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2012 > Fevereiro > Temer quer aumento de exportações à China

Notícia

Temer quer aumento de exportações à China

Brasil e China discutem, em Brasília, relações bilaterais durante a 2ª Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban)
por Portal Planalto publicado: 13/02/2012 18h44 última modificação: 16/05/2012 16h10
Michel Temer e Wang Qishan terão nova reunião em 2013

Michel Temer e Wang Qishan terão nova reunião em 2013

O vice-presidente da República, Michel Temer, presidiu nesta segunda-feira, ao lado do vice-primeiro-ministro chinês Wang Qishan, a II Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban). Na primeira parte do encontro bilateral, ministros dos dois países expuseram a pauta de reivindicações comerciais de cada lado.

Entre os assuntos levantados pelos representantes brasileiros, estavam questões sanitárias e fitossanitárias para a exportação brasileira de carne de frango, suína e bovina para a China, o volume de exportações chinesas de produtos manufaturados para o Brasil, a produção de aeronaves brasileiras na China e a permissão para navios brasileiros de carga de grande porte de atracarem em portos chineses.

A delegação chinesa defendeu maior cooperação sino-brasileira na atuação junto aos organismos multilaterais como Organização Mundial do Comércio, Fundo Monetário Internacional e fóruns como o G-20 e BRICS (Brasil, Rússia, Índia , China e Africa do Sul). De acordo com Wang Qishan, a China está cada vez mais interessada em importar produtos brasileiros de alto valor agregado. Os chineses também pediram maior celeridade na emissão de vistos de trabalho para trabalhadores daquele país que vem participar de obras tocadas com investimentos chineses no Brasil.

Do lado brasileiro, participaram os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota; da Agricultura, Mendes Ribeiro; de Minas e Energia, Edison Lobão; da Educação, Aloizio Mercadante; da Indústria, Desenvolvimento e Comércio , Fernando Pimentel; de Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp; do Turismo, Gastão Vieira; e o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa. Em seguida, o vice-primeiro-ministro chinês, Wang Qishan, foi recebido em audiência no Palácio do Palácio pela presidenta Dilma Roussef.

Durante almoço no Palácio do Itamaraty, o vice-presidente Michel Temer proferiu brinde no qual defendeu um dimensionamento voluntário na pauta de exportações de produtos têxteis chineses para o Brasil. “Nosso objetivo é criar condições muito sólidas para o crescimento dessa relação bilateral”, disse o vice-presidente.
Na tarde desta segunda-feira, as duas delegações participaram da segunda reunião plenária da Cosban, quando relatores das onze subcomissões temáticas apresentaram os pareceres dos avanços feitos nas negociações bilaterais nos últimos anos nas áreas Econômico-Financeira; Inspeção e Quarentena; Educacional; Política; Cooperação Espacial; Econômico-Comercial; Agricultura; Cultural; Ciência, Tecnologia e Inovação; Energia e Mineração; e Indústria e Tecnologia da Informação.
Ao final do encontro, durante declaração à imprensa, o vice-presidente Michel Temer, defendeu o aumento das exportações brasileiras de carnes e de produtos manufaturados, destacou a importância  da formação de centro culturais nos dois países  e o fortalecimento do programa de bolsas de estudos  “Ciência Sem Fronteiras “. O vice-presidente Michel Temer voltou a defender o fortalecimento do BRICS  e de uma ação conjunta no G-20, a ser realizado em junho, no México.
O vice-presidente brasileiro anunciou que a próxima sessão da Cosban deve ser antecipada no final de 2013, sinalizando a crescente relação entre os dois países.
registrado em:
Assunto(s): Governo federal