Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2011 > Outubro > Temer recebe primeiro-ministro da Tanzânia

Notícia

Temer recebe primeiro-ministro da Tanzânia

Vice-presidente da República, Michel Temer, recebe o primeiro-ministro da Tanzânia, Mizengo Pinda, no encerramento de sua viagem oficial ao Brasil
por Portal Planalto publicado: 10/10/2011 19h12 última modificação: 16/05/2012 16h23

O vice-presidente da República, Michel Temer, recebeu na tarde desta segunda-feira o primeiro-ministro da Tanzânia, Mizengo Pinda, que encerra visita oficial ao Brasil onde manteve encontros com cinco ministros de Estado brasileiros. A comitiva tanzaniana, que inclui os ministros de Investimento; de Energia e Mineirais; e de Terra e Assentamentos, visitou os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Em Piracicaba/SP, a comitiva visitou uma usina de produção de etanol.

Mizengo Pinda agradeceu ao governo brasileiro a gentileza do convite e afirmou que a Tanzânia pode aprender muito com o Brasil. Ele citou o pioneirismo do Brasil na área dos biocombustíveis, afirmando que o país africano planta cana de açúcar e beneficia apenas açúcar e que poderia reproduzir a experiência brasileira com etanol e biomassa. Além disso, Pinda disse que gostaria muito que a Embrapa abrisse um escritório na Tanzânia para contribuir com a melhoria técnica do agronegócio naquele país. “Nós também criamos gado Zebu, mas enquanto a produtividade de cada animal nosso é de um litro de leite, aqui no Brasil vocês conseguem 15 litros!”, afirmou o primeiro-ministro da Tanzânia.

Durante o encontro, também foi discutida a próxima rodada de negociações em torno da dívida do governo tanzaniano com o Brasil. O valor total da dívida da Tanzânia com o Brasil é de US$ 236 milhões, o terceiro maior em atraso, e decorre de financiamentos feitos na década de 70 para a construção de uma rodovia entre as cidades de Dar-es-Salam e Dodoma.

O vice-presidente afirmou que o governo brasileiro reconhece os esforços tanzanianos para reduzir sua dívida externa a níveis sustentáveis. Além disso, Temer defendeu a ida de uma missão técnica da Embrapa à Tanzânia com o objetivo de avaliar a possibilidade de abertura de escritório da empresa naquele país. Por último, Temer sugeriu que as visitas entre representantes dos dois governos se intensifiquem como mecanismo para aprofundar as relações entre os dois países, dando sequência à política de aproximação com os países africanos iniciadas no governo Lula.

Assunto(s): Governo federal