Você está aqui: Página Inicial > Vice-Presidência > Vice-Presidente > Notícias > Notícias do Vice > 2011 > Junho > Temer recebe governador de província chinesa para discutir investimentos na Bahia

Notícia

Temer recebe governador de província chinesa para discutir investimentos na Bahia

Encontro tratou sobre investimentos chineses que podem chegar a R$ 4 bilhões, nas áreas de alimentação, crédito rural, insumos e infraestrutura
por Portal Planalto publicado: 07/06/2011 18h50 última modificação: 24/11/2014 16h05

O vice-presidente da República, Michel Temer, concedeu audiência nesta terça-feira, 7/6, ao governador da província chinesa de Chongqing, Huang Qi Fan, acompanhado de empresários chineses e representantes do governo baiano. Na ocasião, foram discutidos investimentos chineses em projetos no Estado da Bahia que podem chegar a R$ 4 bilhões, nas áreas de alimentação, crédito rural, insumos e infraestrutura.

Temer manifestou apoio aos investimentos, elogiou a escolha da Bahia e afirmou esperar que a iniciativa possa ser repetida em outras regiões do país. “É sinal da prosperidade da região. A opção da empresa pela cidade de Barreiras para realizar o investimento vai permitir a criação de mais emprego e mais oportunidades, o que é uma luta diária dos governos federal e estadual”, disse o vice-presidente, elogiando ainda a atuação do governador Jacques Wagner.

Ele informou aos chineses que será realizada, no segundo semestre, reunião da Comissão de Alto Nível Brasil China, o que deve incrementar as relações comerciais entre os dois países.

Participaram do encontro, o presidente da empresa Chongqing Dragonfly Oil, Hu Junlie; o secretário estadual da Agricultura da Bahia, Eduardo Salles; a prefeita de Barreiras/BA, Jusmari Oliveira; e o deputado federal Oziel Oliveira (PDT/BA).

Durante a audiência, o governador Huang Qi Fan detalhou para o vice-presidente Michel Temer o projeto de uma indústria esmagadora de soja e refino de óleo comestível em Barreiras que deve receber investimento inicial de R$ 300 milhões. Huang Qi Fan disse ainda que os chineses pretendem investir no plantio e beneficiamento de algodão para abastecer a indústria têxtil e também na área de mineração.