Galeria de imagens

Salão Nobre
O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas "Morena" e "Saindo do banho". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - "Sagrada Família" e "Santana Maestra" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado "Vaqueiro" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: "Jangadas do Nordeste" e "Os Seringueiros". Ichiro Guerra/PR
Biblioteca
Da concepção do acervo da biblioteca do Palácio da Alvorada participaram Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Francisco Assis Barbosa, Celso Cunha, Antonio Houaiss e Edson Nery da Fonseca. São 3.406 obras, que englobam desde Arte, Filosofia, Política, Literatura até História Geral e História do Brasil. A biblioteca é decorada com uma tapeçaria de Di Cavalcanti - "Músicos"- e três mapas antigos emoldurados: mapa da América do Sul (1645), carta geográfica do Brasil (sem data) e mapa do Brasil com as capitanias gerais (1656). Há também dois pequenos quadros em óleo sobre tela, "Moça sentada ao piano" (1857) e "Senhora sentada" (1885), de autoria de Rodolfo Amoedo. Ichiro Guerra/PR
Sala de espera
A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam". Ichiro Guerra/PR
Sala de espera
A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam". Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 6
Capela Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 7
Capela Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 8
Vitrais da Capela Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 9
Vitrais da Capela Ichiro Guerra/PR
Capela
Sobre laje de 20x20m, a capela do Palácio da Alvorada, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, está à esquerda do prédio principal (do ponto de vista de quem olha a fachada). Athos Bulcão assina o projeto decorativo, desde a porta de entrada, em alumínio anodizado, as paredes, revestidas de lambril de jacarandá-da-baía folhado em ouro, até a pintura do teto, com símbolos do cristianismo. Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 11
Fachada do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Hall de entrada
A frase histórica que a poesia de Augusto Frederico Schmidt criou para o discurso de lançamento da pedra funalmental da nova capital da República ocupa a parede dourada do hall de entrada do palácio e descreve, com exatidão, o espírito que acompanhou os pioneiros construtores das obras liderados por Juscelino Kubitschek (JK): "Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino". Juscelino Kubitschek de Oliveira, 2 de outubro de 1956. Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 13
Espelho d'água Ichiro Guerra/PR
Espelho d'água
Com 60 cm de profundidade, no espelho d'água estão o marco de inauguração do Palácio da Alvorada e a escultura "As Iaras", de Alfredo Ceschiatti. Ichiro Guerra/PR
Salão de Estado
O salão de Estado é mobiliado com mescla de móveis contemporâneos e antigos. Neste ambiente, destacam-se duas imagens sacras, "Santa Maria Madalena" e "Santa Tereza d'Ávila", em estilo barroco do século XVIII. Na parede de jacarandá-da-baía, sobressaem a tapeçaria de Kennedy Bahia com o título "Flora e fauna da Bahia", um quadro de Djanira intitulado "Colhendo café", um quadro de Maria Leontina, "Cena II", e o quadro "Fachada com oval", de autoria de Alfredo Volpi. Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 16
Salão de Banquetes - visto por outro ângulo Ichiro Guerra/PR
Salão de banquetes
Concebido por Ana Maria Niemeyer, responsável pela decoração original do palácio e autora do desenho das cadeiras, o salão tem mesa que pode ser montada de várias formas e tamanhos e pode chegar a possuir até 50 lugares. Ao fundo, cômoda em cedro do século XIX e, ao lado, duas arcas do início do século XX. As tapeçarias "Saudades do meu jardim I e II" são de autoria de Concessa Colaço. A escultura "Edificação" é de André Bloc. A prataria originalmente pertencia ao palácio do Catete, no Rio de Janeiro. Ichiro Guerra/PR
Sala de Almoço
A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela "Vaso sobre tapete", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro "Flores", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII). Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 19
Cinema Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 20
Cinema Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 21
Sala de Jogos Ichiro Guerra/PR
Piscina
Uma piscina de grandes dimensões, 50x18 metros, foi construída no jardim interno do palácio, próximo à fachada leste. Revestida de azulejos azul "brenand", sua profundidade varia de 0,70 a 2,10 metros. Também faz parte do conjunto uma pérgola, com bar e churrasqueira. Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 24
Sala de música Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 25
Imagem aérea do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 26
Imagem áerea do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 27
Imagem aérea do Palácio da Alvorada - Residência Oficial do Presidente da República Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada 28
Piscina Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Península do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Fachada do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Emas do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Emas do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Emas do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Emas do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Lago interno do jardim do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Palácio da Alvorada
Jardim do Palácio da Alvorada Ichiro Guerra/PR
Sala de Almoço - outro ângulo
A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela ""Vaso sobre tapete"", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro ""Flores"", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII). Ichiro Guerra/PR
Salão Nobre
O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas ""Morena"" e ""Saindo do banho"". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - ""Sagrada Família"" e ""Santana Maestra"" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado ""Vaqueiro"" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: ""Jangadas do Nordeste"" e ""Os Seringueiros"". Ichiro Guerra/PR
Baixar todo o álbum .zip - 95.1 MB
Assunto(s): Governo federal