Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Plano Safra é maior que o esperado, diz líder do setor de soja

Notícia

Plano Safra é maior que o esperado, diz líder do setor de soja

Agronegócio

Valor de R$ 187,7 bilhões para financiamento da agropecuária em 2015 é 20% maior que o destinado à safra passada
por Portal Planalto publicado: 02/06/2015 20h42 última modificação: 05/06/2015 16h57

O presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja), Almir Dalpasquale, afirmou nesta terça-feira (2) que, diante da nova programação orçamentária do governo federal, o valor destinado ao financiamento da agropecuária foi uma boa notícia para o setor, uma vez que “os números vieram além do esperado”.  

Ele e outros empresários do agronegócio comemoraram os R$ 187,7 bilhões destinados pelo governo federal para financiar a produção agropecuária brasileira na safra 2015/2016. O valor representa o maior investimento para a agropecuária da história do País.

O novo Plano Safra, anunciado nesta terça-feira (2) pela presidenta Dilma Rousseff e pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu, terá um valor 20% maior que o destinado à safra passada.

Dalpasquale elogiou ainda o esforço do governo para manter as taxas de juros das linhas de crédito próximas dos índices de inflação. “Temos que entender que a sociedade brasileira e o agronegócio tem que se adequar ao que é importante para o País. É uma elevação muito pequena perto do que podia acontecer”, avaliou.

Já o representante da Associação de Criadores de Guzerá do Brasil (ABCZ), Silvio Queiroz Pinheiro, ressaltou o prestígio do governo federal a médios e pequenos agricultores, que receberam regras e taxas de financiamento diferenciadas.  

O Programa de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp) contará com R$ 18,9 bilhões, o que representa um incremento de 17% no volume dos recursos. Os médios produtores terão taxas de juros diferenciadas, com 7,75% ao ano para custeio e 7,5% ao ano para investimento. 

Secretários estaduais elogiam plano

Secretários estaduais do setor também comemoraram o crescimento dos recursos destinados ao Plano Safra 2015-2016. Para o secretário de agricultura de Alagoas, Álvaro Vasconcelos, as verbas liberadas pelo governo vão impulsionar ainda mais o agronegócio nacional, que ganha um papel central na superação dos atuais desafios econômicos.

“Nós estamos preparados para produzir. Precisamos sim de crédito para desenvolver as nossas atividades, para fixar o trabalhador no campo e para reduzir o êxodo rural. Com esses investimentos, Alagoas vai quebrar mais recordes e fazer com que haja grande exportação de leite, proteína animal e grãos”, afirmou.  

Já o secretário de Agricultura do estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou o aumento dos recursos e a importância da criação do Grupo de Alto Nível para formular uma proposta de Lei Plurianual da Produção Agrícola Brasileira (LAPB), com o objetivo de estabelecer um planejamento estratégico agropecuário para o país.

“O grupo aqui constituído tem pessoas de reconhecida capacidade e histórico no setor. Precisamos de previsibilidade, de um plano de pelo menos 5 anos, para que essas oscilações possam ser suportadas”, afirmou. 

Fonte:

Portal Planalto