Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Nova concessionária da Ponte Rio-Niterói inicia operação com pedágio 29% mais barato

Notícia

Nova concessionária da Ponte Rio-Niterói inicia operação com pedágio 29% mais barato

Transporte terrestre

Motoristas pagarão R$ 45 a menos por mês para transitar diariamente pelo trecho de 13,2 quilômetros de extensão da BR-101/RJ entre as duas cidades
por Portal Planalto publicado: 01/06/2015 12h36 última modificação: 01/06/2015 12h37
Edsom Leite - Ascom/Ministério dos Transportes Ministro Antonio Carlos Rodrigues (centro) participa de cerimônia de início da nova operação na ponte Rio-Niterói

Ministro Antonio Carlos Rodrigues (centro) participa de cerimônia de início da nova operação na ponte Rio-Niterói

Quem cruzou a Ponte Rio-Niterói (BR-101/RJ) nesta segunda-feira (1º) pagou menos pelo pedágio, cobrado no sentido Região dos Lagos. Entrou em vigor à zero hora o valor 29% inferior estabelecido pela nova concessionária do trecho de 13,2 quilômetros. Para quem faz o trajeto pela ponte diariamente, o pedágio mais barato representará uma economia de R$ 45 no mês. Já para os motoristas que a usam apenas nos dias úteis, serão R$ 30 a mais no bolso.

O ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, e o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos, participaram do início das operações do contrato que reduziu a tarifa de R$ 5,20 para R$ 3,70.

“Sinto-me honrado em participar da primeira renovação de concessão de rodovia do País. Mais ainda pela conquista de uma tarifa mais barata. Além disso, os investimentos de R$ 1,3 bilhão que serão feitos pela nova concessionária atenderão perfeitamente o eventual aumento de demanda provocado pela redução do pedágio”, destacou o ministro, durante a cerimônia realizada à zero hora desta segunda-feira (1º), próxima à praça do pedágio da Ponte Rio-Niterói.

A Concessionária Ecoponte, do grupo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A foi a empresa selecionada para substituir o primeiro contrato, em vigor desde 1995. O modelo de concessão em vigor prevê a exploração por 30 anos da infraestrutura e da prestação do serviço público de operação, manutenção, monitoração, conservação e implantação de melhorias.

Cobrança abaixo da inflação

A redução do valor cobrado pela nova administradora se deve à projeção da variação do IPCA (índice que mede a inflação) em relação à data base do contrato, referente a janeiro de 2014.

O trecho sob administração da Ecoponte compreende toda a extensão entre o acesso à ponte, em Niterói, e o entroncamento com a RJ-071 (Linha Vermelha), no Rio de Janeiro. A cobrança do pedágio é feita somente no trecho de deslocamento partindo da capital para Niterói. 

A partir do dia 1º de junho, a concessionária Ecoponte assume a administração da ponte pelos próximos 30 anos

Estão previstos investimentos de R$ 3,3 bilhões, sendo R$ 2 bilhões aplicados em melhorias na gestão da operação, serviços ao usuário, manutenção, sinalização, recursos humanos. O valor restante, de R$ 1,3 bilhão, deverá ser usado em obras com o objetivo de reduzir congestionamentos em direção à ponte, tanto para quem está em Niterói como para quem está no Rio de Janeiro. As intervenções também vão beneficiar usuários com direção à Linha Vermelha, Linha Amarela e Baixada Fluminense, Centro, Zona Sul e Zona Norte.

Confira as obras previstas para 2016: 

  • Mergulhão sob a Praça Renascença - Passagem subterrânea, em Niterói, na direção da Avenida Feliciano Sodré, que vai separar o tráfego local e o tráfego de longa distância.
  • Alça de Ligação com a Linha Vermelha – Desviará uso da Avenida Brasil para quem segue com destino à Baixada Fluminense e à Rodovia Presidente Dutra.
  • Construção da avenida Portuária - Também desafogará trânsito da Avenida Brasil, desviando veículos pesados para a área do porto, evitando a passagem dos caminhões nas vias de acesso e saída da Ponte. 

Acompanhe no vídeo abaixo onde estão localizadas as obras de melhorias:

Para acompanhar a situação do tráfego no trecho da Ponte Rio-Niterói, além de informações sobre o serviço confira a página oficial no Twitter da concessionária Ecoponte

Fonte:

Portal Planalto com informações do Ministério do Transporte e  Agência Nacional de Transportes Terrestres