Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Ministra Kátia Abreu participa do Bom Dia Ministro nesta quarta (3) e fala sobre o Plano Safra

Notícia

Ministra Kátia Abreu participa do Bom Dia Ministro nesta quarta (3) e fala sobre o Plano Safra

Incentivo rural

Montante de R$ 187,7 bilhões, que será disponibilizado para financiar a produção nacional, é o maior investimento na história da agricultura brasileira
por Portal Planalto publicado: 02/06/2015 21h08 última modificação: 02/06/2015 21h21

Na manhã desta quarta-feira (3), a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, participa do programa Bom Dia Ministro para falar sobre o Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) 2015/2016, lançado nesta terça (2) pela presidenta Dilma Rousseff. O montante de R$ 187,7 bilhões, que será disponibilizado para financiar a produção nacional, é o maior investimento na história da agricultura brasileira.

Segundo a presidenta, com o Plano estão mantidas as políticas de sustentação e expansão da agropecuária brasileira. "Este Plano Safra é um dos pontos fundamentais da agenda de futuro [do governo]. Com ele nós continuamos privilegiando a agricultura de baixo carbono, principalmente porque este é o nosso diferencial. Além de sermos um dos maiores produtores de alimentos e proteínas do mundo, somos capazes de fazer essa produção de forma sustentável", afirmou. A agricultura de baixo carbono adota técnicas de baixa emissão de gases tóxicos na atmosfera. 

A iniciativa também vai investir no médio produtor, com a intenção de reforçar a existência de uma classe média rural, garantir o elevado padrão tecnológico, fortalecer o setor de florestas plantadas, da pecuária leiteira e de corte, além de melhorar o seguro rural e a sustentação de preços aos produtores por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos.

De acordo com a ministra Kátia Abreu, o valor anunciado nesta terça-feira é 20% maior que o disponibilizado em 2014. “O plano, em si, não é só para os produtores rurais, é para todo o País. Com ele, produziremos alimento de qualidade e com preços justos para a população", celebrou.

Um dos destaques do anúncio foi o aumento de produtividade da agricultura brasileira, que cresceu de 40 milhões de toneladas de grãos em 1976 para as 202 milhões de toneladas previstas para a safra 2014/2015.

Segundo a ministra, "os ajustes propostos pelo governo para reequilibrar as contas públicas e reduzir gastos não são somente cortes, mas significam também aumento nos investimentos".

Plano Safra
O Plano Agrícola e Pecuário (Plano Safra) é a principal ação do governo federal para estimular a produção agrícola nacional. São financiados o custeio, a comercialização e o investimento da produção de commodities e alimentos para consumo interno e exportação.

Em 2014, o agronegócio foi responsável por 23% do total do Produto Interno Bruto (PIB), o que significa que R$ 1,1 trilhão das riquezas produzidas no País vieram da agricultura e da pecuária. A variação positiva do PIB do setor deveu-se ao crescimento de culturas como a soja e a mandioca. 

Nos primeiro trimestre de 2015, o crescimento das riquezas produzidas no campo foi 4,7% maior do que o registrado no quarto trimestre de 2014. O Ministério da Agricultura espera um avanço ainda maior para 2015.  

Para a safra 2014/2015, o governo federal destinou R$ 156 bilhões em créditos rurais para os produtores. De acordo com o ministério, foram contratados 81% dos recursos disponíveis. Para custeio e comercialização foram aplicados R$ 92 bilhões e para investimentos, R$ 34,8 bilhões. 

Fonte:
Portal Planalto, com informações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blog do Planalto e TV NBR