Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Mais 2 mil pessoas serão beneficiadas pelo Minha Casa, Minha Vida no interior de São Paulo

Notícia

Mais 2 mil pessoas serão beneficiadas pelo Minha Casa, Minha Vida no interior de São Paulo

Programa habitacional

Cidade do interior paulista recebe 500 unidades do programa que já entregou 2 milhões de residências em todo o País
por Portal Planalto publicado: 08/06/2015 19h46 última modificação: 09/06/2015 10h07

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, entregou 500 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida na cidade de Guaratinguetá (SP), nesta segunda-feira (8). As moradias são destinadas a famílias com renda de até R$ 1,6 mil e a estimativa é que cerca de 2.000 pessoas sejam beneficiadas.

As casas integram o residencial Santa Mônica, que é dividido em 125 blocos de apartamentos, com áreas de 42 m² cada. O empreendimento, que conta com 16 moradias adaptadas para deficientes físicos, também possui centro comunitário, quadra de esportes, quadra de areia, playground e áreas verdes. 

Em Guaratinguetá, o Minha Casa, Minha Vida já contratou 2.696 unidades habitacionais, com investimento de R$ 176,6 milhões. No estado de São Paulo, foram investidos R$ 52,4 bilhões para a contratação de 703.615 moradias. Em escala nacional, o programa já investiu mais de R$ 257,8 bilhões, e contratou mais de 3,8 milhões casas com recursos do governo federal.

MInha Casa, Minha Vida 3

Em entrevista ao programa Bom Dia Ministro, Gilberto Kassab afirmou que entre o final de junho e o início de agosto o governo federal encaminhará ao Congresso Nacional uma Medida Provisória para lançar a terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida, que contemplará mais 3 milhões de moradias até o fim de 2018. Segundo ele, as primeiras contratações da nova fase deverão ser feitas em outubro deste ano.

As duas primeiras fases do programa beneficiaram mais de 5,3 mil cidades de todo o Brasil, o que representa mais de 95% de todos os municípios do País. 

Até o fim de 2018 espera-se que o principal programa habitacional do governo federal beneficie 27 milhões de pessoas.


Entre os benefícios do programa estão a redução do déficit habitacional, a satisfação dos beneficiários e a geração de emprego e arrecadação

Casa própria 

O Minha Casa, Minha Vida foi criado em 2009 para incentivar a produção e aquisição de novas unidades habitacionais por pessoas de baixa renda. O objetivo é contemplar as grandes regiões metropolitanas, e também as cidades do interior dos estados brasileiros. Atualmente, o programa é dividido em três faixas de renda:

Faixa 1 - Famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.600,00.
Faixa 2 - Famílias com renda mensal bruta de até R$ 3.275,00.
Faixa 3 - Famílias com renda mensal bruta acima de R$ 3.275,00 até R$ 5 mil.

Para a terceira fase do programa, está prevista a inclusão de uma faixa intermediária de renda, que contemplará as pessoas que não se enquadram na categoria 1, mas não tinham condições financeiras de aderir às regras do nível seguinte. Deste modo, a faixa 1 terá o limite de renda bruta aumentado de R$ 1.600 mensais para R$ 2.400 mensais.

Fonte:
Portal Planalto com informações do  Ministério das Cidades e da Prefeitura Municipal de Guaratinguetá