Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Termina nesta sexta-feira (5) o prazo de inscrição para o Enem 2015

Notícia

Termina nesta sexta-feira (5) o prazo de inscrição para o Enem 2015

Acesso ao ensino superior

Pagamento da taxa de inscrição poderá ser efetuado até 10 de junho. Exame será aplicado em 1.714 cidades brasileiras entre os dias 24 e 25 de outubro deste ano
por Portal Planalto publicado: 04/06/2015 20h00 última modificação: 04/06/2015 14h43
Foto: João Bittar/MEC Diferente das edições passadas, as provas do Enem serão iniciadas às 13h30 (horário de Brasília)

Diferente das edições passadas, as provas do Enem serão iniciadas às 13h30 (horário de Brasília)

Estudantes interessados em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem ficar atentos ao cronograma oficial da prova. Nesta edição de 2015, as inscrições on-line terminam às 23h59 desta sexta-feira (5). Até o momento, o Ministério da Educação (MEC) registrou mais de 5,8 milhões de inscritos.

O Exame será aplicado em 1.714 cidades brasileiras espalhadas pelo País entre os dias 24 e 25 de outubro deste ano. A expectativa é que mais de 9 milhões de alunos realizem as provas, taxa superior aos 8,7 milhões da edição anterior.

“É um dos maiores exames do mundo, o segundo maior, depois somente da China, que tem de seis ou sete vezes a população do Brasil. Há vários países mais populosos que o Brasil que não tem um evento desta envergadura, o que implica em grande responsabilidade para o Inep [Instituto Nacional de Pesquisas Anísio Teixeira] e o Ministério da Educação”, ressaltou o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro durante entrevista coletiva no mês de maio.

O pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 63, pode ser efetuado até as 21h59, horário de Brasília (de Brasília) de 10 de junho. A confirmação das inscrições será feita apenas pela página do Enem na internet. Estão isentos da taxa de inscrição estudantes matriculados em escolas da rede pública que irão concluir a etapa este ano, bem como pessoas que se declararem de baixa renda.

Isentos devem justificar eventual falta no exame

Entre as novidades do edital de 2015, os candidatos isentos da taxa de inscrição que não realizarem o exame estarão suspensos do direito de isenção por um ano. Desta forma, quem faltar ao exame sem nenhuma justificativa terá obrigatoriamente que realizar o pagamento da inscrição em 2016.

Além de evitar o desperdício de dinheiro público, a medida busca diminuir os índices de abstenção. Em 2014, cerca de 2,5 milhões de pessoas não compareceram aos locais de prova, sendo que 65% destes foram isentos do pagamento da taxa de inscrição.

Entre outras modificações no exame, a impressão das provas será feita com base nas confirmações das inscrições. “É nessa hora que o dinheiro público vai ser destinado. São várias provas: impressas, em braile, em tamanho ampliado para as pessoas que enxergam mal”, elencou o ministro Renato Janine.

As provas serão realizadas nos dias 24 e 25 de outubro. O exame abre a oportunidades de acesso ao ensino superior para milhares de brasileiros

Cartão de inscrição deve ser baixado pela internet

Outra mudança que deve impactar no custo total do Enem é forma de entrega do cartão de inscrição. Nesta edição, o candidato deverá realizar o download do documento pela página do exame. Nas edições anteriores, o cartão era impresso e enviado via Correios aos inscritos.

Além disso, o edital prevê a inclusão de 30 minutos entre o horário de fechamento dos portões e o início da prova. O objetivo é aumentar a segurança na aplicação do exame. Os portões dos locais de prova serão abertos ao meio dia e fechados às 13 horas nos dois dias do Exame.

Diferente das edições passadas, as provas serão iniciadas às 13h30 (horário de Brasília). Nestes 30 minutos, os malotes serão levados para as salas e serão realizados os procedimentos de segurança, como a revista eletrônica. Já o período de duração das provas permanece em quatro horas e meia no sábado e cinco horas e meia no domingo. Os candidatos sabatistas poderão optar por fazer a prova às 19 horas, horário local nos respectivos estados.

Na próxima edição, processo de inscrição será simplificado

Além de certificar a conclusão do Ensino Médio, os resultados do Enem 2015 poderão ser utilizados como mecanismo único, alternativo ou complementar de acesso ao Ensino Superior. “Na próxima edição vamos fazer um único acesso sequenciado”, adiantou o ministro da Educação. “A pessoa ingressa no Sisu, se ela não conseguir êxito, ela pode, com a mesma inscrição e alguns comandos básicos, passar a oferta ao ProUni e depois ao Fies.”

O Exame é usado como critério único do Sistema de seleção Unificada (Sisu) e dos programas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Universidade para Todos (ProUni), respectivamente mecanismos de acesso a instituições públicas e particulares de ensino superior. A participação na prova é ainda requisito para participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

Somente no primeiro semestre deste ano, o Sisu disponibilizou 205.514 vagas em universidades públicas. Já o Fies ofereceu 252.442 novos financiamentos e o ProUni ofertou 213.113 bolsas de estudo, totalizando 671.069 oportunidades já atribuídas aos estudantes que realizam o Enem.

Fonte:

Portal Planalto com informações do Ministério da Educação,  Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira e Imprensa Nacional