Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Mais de um século de encontros entre líderes brasileiros e americanos; conheça o histórico de visitas

Notícia

Mais de um século de encontros entre líderes brasileiros e americanos; conheça o histórico de visitas

Brasil e Estados Unidos

Relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos foram estabelecidas em 1824. Dilma, que foi a primeira mulher a discursar na abertura de uma Assembleia Geral da ONU, faz nova visita ao parceiro continental entre os dias 29 e 30 de junho
por Portal Planalto publicado: 29/06/2015 10h50 última modificação: 02/07/2015 20h18
Roberto Stuckert Filho/PR Última visita de Dilma Rousseff a Barack Obama nos Estados Unidos foi realizada em abril de 2012

Última visita de Dilma Rousseff a Barack Obama nos Estados Unidos foi realizada em abril de 2012

A presidenta Dilma Rousseff realizará uma visita de trabalho aos Estados Unidos da América (EUA) nos próximos dias 29 e 30 de junho, quando encontrará o presidente Barack Obama, em Washington, para discutir a agenda bilateral entre as duas nações e assinar acordos de cooperação. As visitas realizadas pelo chefe de Estado de cada um dos países remontam a 1876, quando Dom Pedro II foi aos EUA  durante o seu reinado.

A primeira viagem aos Estados Unidos do segundo mandato de Dilma Rousseff será o terceiro encontro da presidenta com Obama em terras norte-americanas. A primeira delas aconteceu em setembro de 2011 quando Dilma abriu pela primeira vez a Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York. Essa foi também a primeira vez que uma mulher discursou na abertura dos trabalhos da principal reunião de chefes de Estado do órgão, tradicionalmente iniciada por brasileiros. Apesar de também ter participado da Assembleia Geral nos outros três anos seguintes, essa foi a única vez em que Dilma se reuniu com o presidente americano.

A segunda visita foi realizada em abril de 2012 e além da reunião com Obama, a presidenta participou de encontros com a comunidade acadêmica e científica do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e também com os bolsistas brasileiros selecionados pelo programa Ciência sem Fronteiras que estudavam na  Universidade de Harvard.

Seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva foi o presidente que mais visitou os Estados Unidos. Ao todo, foram oito viagens que resultaram em diferentes tipos de encontros com os dois presidentes dos Estados Unidos entre 2003 e 2010: Barack Obama e George W.Bush. As três visitas de trabalho ocorreram em 2009 (março), 2006 (março) e 2003 (junho), esta logo em seu primeiro ano de mandato. As outras cinco viagens, que contaram com reuniões com o chefe do Executivo local, foram em 2010, na reunião de Cúpula de Segurança Nuclear); 2009 e 2008, ambas na Cúpula Econômica do G-20; 2007, Assembleia Geral da ONU; e 2002, na condição de presidente eleito.

Confira a galeria de fotos das visitas dos chefes de Estado de Brasil e Estados Unidos ao longo do tempo

Presidente antes de Lula, Fernando Henrique Cardoso governou o Brasil por oito anos e esteve por cinco vezes nos Estados Unidos neste período. Em 2001, ele se reuniu com Bush em novembro, e fez uma visita de trabalho em março. Nos anos de 1999 e 1998, viajou para o país norte-americano para reuniões pontuais, e em 1995, fez uma visita de Estado.

No período após a redemocratização, José Sarney, em 1986, realizou uma visita de Estado para se encontrar com Ronald Regan. Em 1989. voltou ao país para uma reunião com George Bush. Fernando Collor de Mello realizou quatro visitas aos Estados Unidos, sendo uma delas como visita de Estado e a primeira - em janeiro de 1990 - como presidente eleito. Já Itamar Franco encontrou com o então presidente Bill Clinton durante a primeira edição da Cúpula das América, realizada em 1994, na cidade de Miami.

Outras visitas de presidentes brasileiros aos Estados Unidos:

  • Imperador Dom Pedro II: de 15 de abril a 12 de julho de 1876
  • Presidente eleito Epitácio Pessoa: de 20 a 27 de junho de 1919
  • Presidente eleito Júlio Prestes:  de 11 a 20 de junho de 1930
  • Presidente Eurico Dutra: de 18 a 21 de maio de 1949
  • Presidente eleito Juscelino Kubitschek: de 5 a 9 de janeiro de 1956
  • Presidente João Goulart : de 3 a 8 de abril de 1962
  • Presidente eleito Arthur da Costa e Silva: 25 a 28 de janeiro de 1967
  • Presidente Emílio G. Médici: visita de Estado, de 6 a 9 de dezembro de 1971
  • Presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo: visita de Estado, de 11 a 13 de maio de 1982
  • Presidente eleito Tancredo Neves: de 31 de janeiro a 3 de fevereiro de 1985
  • Presidente José Sarney:  visita de Estado, de 9 a 11 de setembro de 1986
  • Presidente José Sarney: em 25 de setembro de 1989
  • Presidente eleito Fernando Collor de Mello: 26 de janeiro de 1990
  • Presidente Fernando Collor de Mello: 30 de setembro de 1990
  • Presidente Fernando Collor de Mello: visita de Estado, de 17 a 20 de junho de 1991
  • Presidente Fernando Collor de Mello: 23 de setembro de 1991
  • Presidente Itamar Franco: de 9 a 11 de dezembro de 1994
     

Diplomacia

Considerada a mais alta categoria diplomática concedida a visitantes estrangeiros, a visita de Estado de Fernando Henrique a Bill Clinton, em 1995, foi a última de um presidente brasileiro ao país. Em 2013, a presidenta Dilma Rousseff iria ser recebida em visita de Estado por Barack Obama, mas adiou a viagem devido às acusações de espionagem por parte dos Estados Unidos ao Brasil. Segundo nota da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), divulgada em 17 de setembro de 2013, “as práticas ilegais de interceptação das comunicações e dados de cidadãos, empresas e membros do governo brasileiro constituem fato grave, atentatório à soberania nacional e aos direitos individuais, e incompatível com a convivência democrática entre países amigos”. 

A viagem de Dilma nos próximos dias será uma visita de trabalho, que não envolve tantas formalidades. A presidenta explicou que preferiu não fazer uma visita de Estado, porque esta só poderia ser realizada em 2016, quando serão realizadas eleições nos EUA. “Nós preferimos fazer esse ano, e vai ser no final de junho. Os temas da nossa discussão bilateral, que teve curso há pouco, focamos em mudança do clima, energia, energias alternativas, energia solar, baterias. Discutimos também etanol e uma cooperação muito forte na área de ciência, tecnologia e inovação e também na área de defesa”, afirmou.

Presidentes americanos no Brasil

Os Estados Unidos foram o primeiro país a reconhecer a Independência do Brasil e, em 1824, foram estabelecidas as relações diplomáticas entre os dois países. O primeiro presidente a vistar o Brasil foi Herbert Hoover, entre os dias 21 e 23 de dezembro de 1928, ainda na condição de presidente eleito (ainda não empossado) durante um giro pela América Latina. Além do Brasil - sua última parada, ele visitou Uruguai, Argentina, Chile, Peru, Equador, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador e Honduras. Dois anos depois, Julio Prestes, retribuiu a gentileza visitando os Estados Unidos também na condição de presidente eleito.

O primeiro presidente americano eleito que veio ao Brasil, e também o que mais vezes desembarcou por aqui, foi Franklin Delano Roosevelt, nas datas de 27 de novembro de 1936 (Rio de Janeiro - RJ), 12 de janeiro de 1943 (Belém - PA), e 28 de janeiro de 1943 (Natal - RN)

As visitas de Roosevelt ao Brasil chamam atenção pelo curto espaço de tempo e pela relevância histórica em relação à participação brasileira na Segunda Guerra Mundial. Pela sua posição geográfica próxima à África, o Brasil foi escala - na ida e na volta - da viagem realizada pelo presidente americano para a Conferência de Casablanca, em Marrocos, reunião que tratou dos rumos finais do confronto bélico. Na ida, Roosevelt pernoitou em Belém. Na volta, ele foi recebido em Natal, pelo então presidente Getúlio Vargas.

Este encontro foi eternizado em uma foto em que os dois chefes de Estado são flagrados conversando e gargalhando em um jipe militar. O Brasil, que já se encontrava em beligerância (conflito) com os países do Eixo, já fazia parte do grupo dos aliados cedendo território - havia em Natal uma base aérea americana - e fornecendo matéria-prima. A reunião entre os dois selou a participação do Brasil no front da guerra.

"O centro da questão foi esse. O Brasil conversou com os Estados Unidos sobre a sua participação na guerra", conta o pesquisador paulista Fred Gomes, hoje radicado em Natal. A importância histórica é tamanha que anualmente a Conferência Potengi - como o encontro ficou conhecido - é encenada no Rio Grande do Norte.

"Osvaldo Aranha, então ministro de Relações Exteriores, foi quem convenceu Vargas que apenas ceder território para a guerra não traria nada para o Brasil, uma vez que quando a guerra acabasse ninguém lembraria do nosso país", conta o pesquisador. Foi Aranha, portanto, que convenceu o presidente da época que o Brasil enviasse soldados. Meses depois a Força Expedicionária Brasileira foi criada. Em julho de 1944, os três regimentos brasileiros desembarcaram na Itália para lutar ao lado dos Aliados.

Mais recentemente, Bill Clinton e Goerge W. Bush realizaram visitas que receberam grande cobertura da imprensa nacional. Em outubro de 1997, Bill Clinton esteve em Brasília (DF) e no Rio de Janeiro (RJ), onde visitou um projeto social na Mangueira. Uma das fotos que ficaram eternizadas foi a troca de passes de bola entre ele e Pelé, então ministro do Esporte do governo Fernando Henrique.

George W. Bush passou menos de 24 horas em solo nacional em novembro de 2005. Mesmo assim, o esquema de segurança na primeira visita de um presidente dos EUA ao Brasil após os atentados de 11 de setembro foi inédito. Dois anos depois, em março de 2007, Bush voltou a realizar uma visita de menos de um dia e se encontrou com presidente Lula, em São Paulo (SP), para conhecer a produção de biocombustíveis.

A última visita de Estado de um presidente dos Estados Unidos ao Brasil foi em março de 2011, quando Barack Obama participou de reuniões e eventos em Brasília e Rio de Janeiro. O esquema de segurança para receber o atual chefe de Estado envolveu 3,5 mil agentes civis e militares na capital federal. A primeira visita de Estado feita por um presidente americano ao Brasil foi a de Harry Truman, entre os dias 1 a 7 de setembro de 1947, por ocasião da Conferência para a Manutenção da Paz e Segurança Continental, no Rio de Janeiro (RJ).

Outras visitas de presidentes americanos ao Brasil 

  • Dwight Eisenhower:  de 23 a 26 fevereiro de 1960
  • Jimmy Carter: de 29 a 31 março de 1978
  • Ronald Reagan: de 30 novembro a 3 dezembro de 1982
  • George HW Bush: de 3 a 4 dezembro de 1990
  • George HW Bush: de 12 a 13 junho de 1992


Fonte:
Portal Planalto, com informações do Blog do Planalto, do Ministério das Relações Exteriores e do United States Department of State,