Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Caravana Pátria Educadora pela Igualdade Racial segue para Maputo, em Moçambique

Notícia

Caravana Pátria Educadora pela Igualdade Racial segue para Maputo, em Moçambique

Superação do racismo

Objetivo é promover debates e encontros com autoridades, pesquisadores, movimentos sociais e ratificar acordos já firmados com o Brasil
por Portal Planalto publicado: 01/06/2015 18h25 última modificação: 01/06/2015 18h25
Divulgação/Seppir Governo federal quer fortalecer as relações com os países africanos

Governo federal quer fortalecer as relações com os países africanos

Após visitar a cidade de Nampula, em Moçambique, a ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Nilma Lino Gomes, desembarcou no domingo (31) em Maputo, capital do país africano, dando sequência à primeira parada internacional da Caravana Pátria Educadora pela Promoção da Igualdade Racial e Superação do Racismo. Ela foi recebida pela embaixadora do Brasil no país, Lígia Maria Scherer.

Nesta segunda-feira, a ministra participou de cerimônia em homenagem ao Dia Internacional da Criança, comemorado neste 1º de junho, visitou escolas públicas da região, e reuniu-se com representantes do governo moçambicano.

Com a Caravana, o governo federal busca fortalecer as relações com os países africanos, sobretudo os que têm o português como língua oficial, e da América Latina. O objetivo é promover debates e encontros com autoridades, pesquisadores e movimentos sociais para a promoção da igualdade racial, além de ratificar os acordos já firmados com o Brasil, ampliar as possibilidades de cooperação, garantia de direitos e redução das desigualdades. 

Nesta terça-feira (2), Nilma Gomes se encontra com a Ministra do Gênero, Criança e Ação Social, Cidália Manuel Chaúque. Visita ainda o Instituto de Ensino à Distância e a Escola Primária de Chiango, reúne-se com o Secretário Permanente do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Embaixador Filipe Chidumo, e concede entrevista à rede de televisão STV.

Visita à Moçambique
A viagem ao país africano começou com a chegada da ministra à cidade de Nampula, no último dia 28 de maio, onde participou da  "Conferência Internacional Alberto Viegas, Modernizando Tradições", promovida pela Universidade Pedagógica de Moçambique. 

Já no dia 29, Nilma Gomes explicou, em palestra na Conferência, a realidade das desigualdades raciais no Brasil, que levaram à criação da Seppir. Ela conversou ainda com o governador da Província de Nampula, Victor Manuel Borge.

No último dia da agenda na cidade, a ministra visitou o Distrito de Moussoril, que conserva parte da história da escravatura e da colonização portuguesa em Moçambique. Ela conheceu o lugar onde os africanos escravizados eram vendidos e conduzidos até os navios negreiros, que partiam do local para o Brasil e outros países.

Objetivos nacionais
No Brasil, a Caravana já passou pelos estados do Pará e Maranhão, e passará pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina nos próximos meses. Com a iniciativa, a Seppir busca um contato mais direto com a população para falar sobre o que significa a realização da Política de Promoção da Igualdade Racial no Brasil. O objetivo é incentivar estados e municípios a aderirem voluntariamente ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir).

O governo federal também quer colocar em pauta a redução da maioridade penal, para debater com a população os prejuízos e retrocessos que a lei pode trazer pode trazer para a sociedade, sobretudo para a juventude negra, caso seja aprovada no Congresso Nacional. 

Fonte:
Portal Planalto, com informações da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e da TV NBR