Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 06 > Brasil e Mercosul estão em condições de apresentar ofertas comerciais à União Europeia, afirma Dilma

Notícia

Brasil e Mercosul estão em condições de apresentar ofertas comerciais à União Europeia, afirma Dilma

Relações Exteriores

Presidenta se reúne com primeiro-ministro da Bélgica e reforça desejo de expandir relações com o país; Cúpula entre países da América Latina, Caribe e União Europeia começa nesta quarta
por Portal Planalto publicado: 10/06/2015 12h31 última modificação: 10/06/2015 16h02
Roberto Stuckert Filho/PR Presidenta Dilma se reúne com o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel

Presidenta Dilma se reúne com o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel

A presidenta Dilma Rousseff participa, nos dias 10 e 11 de junho, da 2ª Cúpula entre a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia, que acontece em Bruxelas, na Bélgica. Antes da abertura oficial do evento, Dilma se reuniu com o primeiro-ministro belga, Charles Michel, para tratar de ações bilaterais com o bloco e os países que o integram.

"Eu disse ao primeiro-ministro que o Brasil e o Mercosul estão em condições de apresentar suas ofertas comerciais para à União Européia, e acredito que isso possa ocorrer nos próximos dias ou meses. E esperamos que, da mesma forma, essa questão evolua de forma satisfatória do ponto de vista da União Européia", afirmou a presidenta.

Brasil e Mercosul têm condições de apresentar em breve proposta comercial à UE, afirma Dilma

A União Europeia tem sido a maior fonte de investimentos estrangeiros diretos no Brasil e na América Latina e Caribe. Em 2011, o estoque de investimentos da União Europeia no Brasil era de US$ 303 bilhões. O intercâmbio comercial entre o Brasil e os países da UE alcançou US$ 88,7 bilhões, em 2014, o que correspondeu a 19,5% do comércio exterior brasileiro.

Durante o encontro com Charles Michel, Dilma abordou as oportunidades que se abrem com o lançamento da segunda etapa do Programa de Investimento em Logística, destacando-o como muito importante  para o estreitamento da relação entre Brasil e Bélgica. 

"Discutimos sobre algumas áreas que são importantes para ambos os países. O Brasil acaba de lançar um grande plano de concessão em investimentos em logística.  As empresas belgas estão no Brasil em algumas áreas e têm grandes expertises na área de portos, na área de infra-estrutura em geral", afirmou. 

Além disso,  a presidenta tratou da parceria com a Bélgica no âmbito do Programa Ciência sem Fronteiras e propôs a expansão do acordo de cooperação, com a criação de  mais vagas de estágio para estudantes do Brasil: “Propomos expandir a nossa relação, inclusive acrescentando estágios", afirmou. 

Diálogo aprofunda relações entre Celac e União Europeia

O encontro dos países da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e da União Europeia promove o diálogo político e a cooperação em pesquisa científica e tecnológica, migrações, problema mundial das drogas e gênero, entre outros temas, como direitos humanos, mudanças climáticas e comércios. Neste encontro, deverão ser incluídos dois novos eixos de cooperação: educação superior e segurança cidadã. Participam do encontro chefes de estado, de governo e representantes dos 61 países dos dois blocos

Os encontros entre os líderes latino-americanos e caribenhos e europeus ocorrem a cada dois anos, desde 1999, quando foi realizada a I Cúpula ALC-UE, no Rio de Janeiro. Com a criação da Celac, no final de 2011, as Cúpulas passaram a denominar-se Celac-UE.

Há a expectativa para que o Mercosul e a União Europeia celebrem acordo comercial. Em maio, a presidenta Dilma e o presidente do Uruguai, Tabaré Vásquez, disseram que o fechamento do acordo tarifário entre os dois blocos é prioridade do grupo sul-americano.

Fonte:

Portal Planalto, com informações do Ministério das Relações Exteriores, Agência Brasil e da TV NBR