Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Semana Nacional de Museus leva cultura para mais de 600 cidades

Notícia

Semana Nacional de Museus leva cultura para mais de 600 cidades

Patrimônio cultural

Iniciativa promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus desafia instituições a discutirem papel socioambiental dos museus em mais de 4.500 eventos programados
por Portal Planalto publicado: 18/05/2015 19h39 última modificação: 19/05/2015 19h23
Divulgação/EBC 13ª Semana Nacional de Museus conta com a participação de 1.378 instituições de todo País

13ª Semana Nacional de Museus conta com a participação de 1.378 instituições de todo País

Discutir o papel dos museus para construção do desenvolvimento sustentável e como estes espaços podem servir de laboratórios para ampliação das práticas socioambientais. Estes são os objetivos da 13ª Semana Nacional de Museus promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), que começa nesta segunda-feira (18), em mais de 600 cidades brasileiras. 

A iniciativa que segue até o próximo domingo (24) conta com 4.570 eventos programados pelas 1.378 instituições participantes. São exposições, visitas guiadas, exibições de filmes, espetáculos teatrais, oficinas, seminários, mesas-redondas e palestras gratuitas em museus espalhados por todo País. Acesse aqui a programação completa da Semana Nacional de Museus 2015 (arquivo em pdf). 

O tema da edição deste ano, Museus para uma sociedade sustentável, proposto pelo  Conselho Internacional de Museus (Icom), também reforça a importância dos museus na conscientização do público sobre a necessidade de uma sociedade mais cooperativa e solidária. 

Museus como mediadores sociais

A Semana Nacional também celebra, neste 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus. A data foi criada pelo Conselho Internacional de Museus em 1977 para lembrar o papel dos museus no desenvolvimento da sociedade. A primeira edição da Semana Nacional dos Museus aconteceu em 2003 e contou com a participação de 57 museus, que realizaram cerca de 270 eventos.

Desde então, o evento acontece anualmente em diversos museus brasileiros. Em 2014, a Semana de Museus teve como tema Museus: coleções criam conexões e contou com a participação de 1.337 instituições que inscreveram 4.268 eventos. 

Integração entre museus: a criação do Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus, criado em 2009, é um órgão vinculado ao Ministério da Cultura (MinC), que sucedeu o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) nos direitos, deveres e obrigações relacionados aos museus federais.

Atualmente, o Ibram é responsável pela Política Nacional de Museus (PNM) e pela administração direta de 29 museus. Desde sua criação, o órgão também possibilitou melhorias nos serviços do setor, entre elas: aumento de visitação e arrecadação de museus, políticas de preservação de acervos, além de criação de ações integradas entre museus brasileiros.

Conheça abaixo algumas ações e projetos implementados pelo Ibram:

  • Primavera dos Museus: Acontece em meados de setembro e tem como finalidade mobilizar os museus brasileiros a desenvolver atividades especiais em torno de um mesmo tema. Além disso, estimula a visitação de museus e incentiva a aproximação entre sociedade e estes espaços. 
  • Pontos de memória: É um programa que atende os diferentes grupos sociais do Brasil que não têm oportunidade de narrar e expor suas próprias histórias, memórias e patrimônios nos museus. Tem como objetivo principal contribuir para o desenvolvimento de uma política pública de direito à memória, com base no Plano Nacional Setorial de Museus e Plano Nacional de Cultura.
  • Fórum Nacional de Museus:  Evento bienal, de abrangência nacional, com o objetivo de refletir, avaliar e delinear diretrizes para a Política Nacional de Museus (PNM) e consolidar as bases para a implantação de um modelo de gestão integrada dos museus brasileiros.
  • Diretório de Grupos de Pesquisas do Ibram/Cnpq: A instalação do Diretório junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico apresenta uma grande base de dados que contém informações sobre os grupos de pesquisa em atividade do setor no País. As informações são atualizadas continuamente pelos líderes de grupos, pesquisadores, estudantes e dirigentes de pesquisa das instituições participantes.
Neste ano, programação conta com atividades espalhadas em mais de 600 cidades brasileiras

Fonte:
Portal Planalto com informações do Instituto Brasileiro de Museus