Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Em visita à Coreia, ministro discute cooperação para Ciência sem Fronteiras

Notícia

Em visita à Coreia, ministro discute cooperação para Ciência sem Fronteiras

Fórum Mundial de Educação

Além de participar do Fórum Mundial de Educação, Renato Janine se reúne nesta semana com líderes sul-coreanos e visita escolas, universidades e institutos do país asiático
por Portal Planalto publicado: 18/05/2015 19h37 última modificação: 19/05/2015 15h38
Paula Filizola/Ministério da Educação Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, ao lado da estudante Paula Schwade e do reitor da Universidade de Sungkyunknaw, Chung Kyu Sang

Ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, ao lado da estudante Paula Schwade e do reitor da Universidade de Sungkyunknaw, Chung Kyu Sang

Em visita à Coreia do Sul nesta segunda-feira (18) o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, discutiu na Universidade de Sungkyunknaw, em Seul, oportunidades de cooperação para o programa Ciência sem FronteirasAtualmente, mais de 80 brasileiros estudam em instituições sul-coreanas.

“Antes desse programa, nossa cooperação era limitada”, disse Renato Janine. "Queremos reforçá-la e ampliá-la." Na ocasião, foi recebido pelo reitor, Chung Kyu Sang, e sua equipe.

O ministro da Educação integra o grupo de líderes que irão participar do Fórum Mundial de Educação, em Incheon, na Coreia do Sul, de 19 até 22 de maio. Direito à educação, equidade, inclusão, qualidade e aprendizagem ao longo da vida estão entre os temas serem amplamente debatidos por representantes do governo, da sociedade civil e do setor privado, além de professores e especialistas. 

Na quarta e quinta-feira (20 e 21), Renato Janine participará dos debates “Educação superior: Preparando jovens e adultos para o trabalho e o aprendizado durante a vida” e “Transformando sistemas de educação por meio de parcerias”, respectivamente.

Na sexta-feira (22), integrará o painel “Como a educação pode contribuir para o desenvolvimento sustentável pós-2015”. Os participantes devem abordar como a educação pode enfrentar os desafios globais, com foco especial em como a educação contribui para combater as alterações climáticas, a saúde e a redução da pobreza.

Durante a visita, Renato Janine irá se reunir com líderes sul-coreanos da área de educação e fará visitas a escolas, universidades e institutos da Ásia Oriental. De acordo com o ministério da Educação (MEC), também deverá se encontrar com o ministro da Educação do Peru, Jaime Saavedra.

Fórum promovido pela Unesco

O Fórum Mundial da Educação, promovido pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), deve concluir os trabalhos com apresentação de balanços e falhas na implementação de acordos internacionais, como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), além buscar caminhos para realização da agenda de desenvolvimento pós-2015, adotada por Estados-Membros da ONU.

Acompanham a visita o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, (Inep), José Francisco Soares; o secretário de educação básica do Ministério da Educação, Manuel Palacios; o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara; a presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Cleuza Repulho, e o presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), Eduardo Deschamps.

Ciência sem Fronteiras 

Lançado em 2011, o programa do governo federal promove a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. Também busca pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias, além de criar oportunidades para que pesquisadores de empresas brasileiras recebam treinamento especializado no exterior. 

O Ciência sem Fronteiras envolve esforços dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do MEC, por meio de suas respectivas instituições de fomento, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Fonte:
Portal Planalto com informações do Ministério da Educação e Unesco