Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Em um mês, mais de 20 mil pessoas concretizam o sonho da casa própria

Notícia

Em um mês, mais de 20 mil pessoas concretizam o sonho da casa própria

Habitação

Mais de 2,1 milhões de moradias foram entregues em seis anos pelo Minha Casa, Minha Vida, programa federal de financiamento que deve construir outras três milhões de unidades habitacionais até 2018
por Portal Planalto publicado: 12/05/2015 14h07 última modificação: 04/09/2015 13h09
Governo Federal entrega 1.484 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida no Rio de Janeiro (RJ)

Governo Federal entrega 1.484 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida no Rio de Janeiro (RJ)

Desde que foi criado em 2009, o Minha Casa Minha Vida (MCMV)  programa de financiamento habitacional do Governo Federal  entregou 2,1 milhões de unidades em todos os estados. Só na região Sudeste, a mais populosa do país, 753 mil famílias concretizaram o sonho da casa própria. Essa quantidade corresponde a quase 35% do total de moradias entregues em todo o país.  

Nesta terça-feira (12), a presidenta Dilma Rousseff entregou 1.484 unidades habitacionais em um dos estados da região, desta vez nos Residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, no Rio de Janeiro (RJ).

A região Sudeste respondeu por 46,7% das entregas do programa realizadas em abril. Somente nesse período, 5.214 famílias conquistaram uma residência com o programa MCMV, segundo a Caixa Econômica Federal, responsável por computar mais de 90% dos contratos do programa.

Ainda em abril, o Governo Federal entregou apartamentos e casas em 11 estados – Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Tocantins –, contemplando cerca de 20 mil pessoas.

No período, 11 estados foram beneficiados com entregas de casas do programa federal 

O programa Minha Casa Minha Vida oferece condições atrativas para o financiamento de moradias nas áreas urbanas para famílias de baixa renda. Em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos, proporciona uma melhor qualidade de vida e estimula o desenvolvimento do Brasil.

"Não se trata de construção de casa, trata-se de construção de vidas. Por isso que chama Minha Casa, Minha Vida", disse a presidenta Dilma durante a entrega de moradias no Rio de Janeiro nesta terça (12).

Desde 2009, foram contratadas 212.304 moradias junto à Caixa Econômica Federal no estado do Rio de Janeiro, segundo o Ministério das Cidades.

Avanço no acesso à moradia continuam

Durante os seis anos de existência do programa, o Governo Federal proporcionou a construção de imóveis para todos os grupos econômicos atendidos pelo Minha Casa Minha Vida, contemplando desde as famílias com renda mensal igual ou inferior a R$ 1,6 mil até aquelas cujo rendimento somado alcança R$ 5 mil. 

"Queremos que mais pessoas tenham acesso à casa própria. Até 2018, a meta é de que 27 milhões de brasileiros tenham sua moradia", afirmou a presidenta Dilma.

As moradias dos residenciais Recanto do Paçuaré I e II e Vivenda das Gaivotas, localizadas em condomínios fechados da zona oeste do Rio de Janeiro, têm sala, dois quartos, cozinha e banheiro, e são destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil.

Em seu discurso durante a cerimônia de entrega no Rio de Janeiro, a presidenta voltou a citar o plano do Governo Federal de construir mais 3 milhões de moradias até 2018, com o financiamento do Minha Casa Minha Vida. 

"A gente só pode dar um passo bom quando deu um outro antes. Esse passo que nós estamos dando hoje, entregando as chaves, vai permitir que a gente, agora nos próximos meses, lance os outros 3 milhões de novas moradias. Nesses 3 milhões de novas moradias vamos fazer modificações sempre pra melhor", disse Dilma Rousseff. 

Frutal (MG)

No início desta semana foram entregues 2.152 moradias para Minas Gerais e Rio de Janeiro, considerando as entregas feitas pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, na segunda (11), em Frutal (MG). A obra é composta por dois residenciais: o Waldemar Marchi II possui 364 casas e o Waldemar Marchi 2ª etapa, 304 casas. O investimento total na obra, que contou recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), foi de R$ 40 milhões. 

O programa Minha Casa Minha Vida já contratou 4.167 unidades habitacionais em Frutal (MG), onde já foram entregues 2.870 moradias. Em todo estado de Minas Gerais, o programa investiu mais de R$ 27 bilhões para a contratação de 387.974 unidades habitacionais e entrega de 262.818 moradias.

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério das Cidades, do Programa de Aceleração do Crescimento, da Caixa Econômica Federal e da Agência Brasil