Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Caravana Pátria Educadora pela Igualdade Racial visita Moçambique para ratificar acordos

Notícia

Caravana Pátria Educadora pela Igualdade Racial visita Moçambique para ratificar acordos

Direitos Humanos

Internacionalização da iniciativa busca fortalecer parcerias com outros países, principalmente aqueles do continente africano e da América Latina
por Portal Planalto publicado: 29/05/2015 12h41 última modificação: 04/09/2015 13h22
Antônio Cruz/Agência Brasil
Ministra Nilma Lino Gomes vai a Moçambique fortalecer parcerias

Ministra Nilma Lino Gomes vai a Moçambique fortalecer parcerias

A Caravana Pátria Educadora pela Promoção da Igualdade Racial e Superação do Racismo faz sua primeira parada internacional na cidade de Nampula, em Moçambique. A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Nilma Lino Gomes, participou, nesta sexta-feira (29), da Conferência Internacional Alberto Viegas - Modernizando Tradições, realizada na Universidade Pedagógica de Moçambique, para falar sobre os avanços e desafios da promoção da igualdade racial no Brasil. 

A Caravana prevê a participação do governo federal em uma série de debates e encontros com autoridades, pesquisadores e movimentos sociais para ampliar e fortalecer parcerias para a promoção da igualde racial.

No Brasil, a iniciativa visa incentivar estados e municípios a aderir ao Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial, o Sinapir. Além disso, o governo quer discutir com a população sobre prejuízos e retrocessos que a redução da maioridade penal pode trazer para a sociedade, sobretudo para a juventude negra, caso seja aprovada no Congresso Nacional. A caravana já passou pelos estados do Pará e Maranhão, e passará nos próximos meses pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Em nível internacional, o projeto tem como objetivo fortalecer parcerias com outros países, principalmente aqueles do continente africano e da América Latina. Moçambique foi escolhido para a primeira visita porque, além da língua oficial do país ser o português, já possui diversos acordos de cooperação firmados com o governo brasileiro.

Agenda

Ainda nesta sexta-feira (29), a ministra tem encontro marcado com governador da Província de Nampula, Victor Manuel Borge.

Maputo, capital do país africano, será o segundo destino da ministra. Na segunda-feira (1), ela será recebida pelos ministros da Educação e Desenvolvimento Humano, Luís António Ferrão; da Juventude e Desportos, Alberto Nkutumula; da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Abdurremane Lino de Almeida.

Também está previsto um encontro com representantes do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação. Na terça-feira (2), a ministra se reunirá com a ministra de Gênero, Criança e Ação Social, Cidália Manuel Chaúque Oliveira.

Década Internacional dos Afrodescendentes

O ano de 2015 inaugura a Década Internacional dos Afrodescendentes, declarada pela ONU com o objetivo de promover o reconhecimento, a justiça e o desenvolvimento da população afrodescendente no mundo.

No Brasil, país com o maior número de pessoas de ascendência africana fora do continente, as ações serão coordenadas pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e pelo Ministério das Relações Exteriores.

Fonte:

Portal Planalto, com informações da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, da Agência Brasil , da Organização das Nações Unidas e da TV NBR