Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Brasil e Suécia discutem envio de técnicos brasileiros para treinamentos com caças

Notícia

Brasil e Suécia discutem envio de técnicos brasileiros para treinamentos com caças

Força Aérea Brasileira (FAB)

Ao todo, serão enviados 250 cientistas e engenheiros brasileiros ao país europeu para conhecimento de tecnologia. Primeira aeronave será entregue em 2019
por Portal Planalto publicado: 28/05/2015 12h55 última modificação: 28/05/2015 12h55
Divulgação/Força Aérea Brasileira Caça Gripen durante treinamento na Suécia

Caça Gripen durante treinamento na Suécia

Autoridades de Defesa do Brasil e da Suécia se reuniram em Brasília (DF) na quarta-feira (27) para discutir o envio de 250 cientistas, engenheiros e técnicos brasileiros ao país europeu para treinamento e conhecimento de tecnologia dos caças Gripen.

Estiveram presentes no encontro a secretária-geral do Ministério da Defesa, Eva Chiavon, o chefe do Estado–Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general José Carlos De Nardi e o secretário de Produtos de Defesa, Murilo Barbosa, que receberam a comitiva composta pelo vice-ministro da Defesa da Suécia, Jan Salestrand, além de militares e representantes civis do país.

Segundo Chiavon, o aprendizado adquirido no processo de troca de experiências, no caso do contrato dos caças Gripen com a Suécia, é essencial para os técnicos brasileiros no desenvolvimento de sistemas cada vez mais avançados. "Isso vai nos possibilitar sermos mais eficazes, eficientes e efetivos na nossa política e estratégia de defesa”, disse.

O vice-ministro sueco também falou sobre o contrato assinado em 2014 entre a Aeronáutica e o Ministério da Defesa da Suécia, que prevê o intercâmbio dos brasileiros para conhecimentos técnicos. “É muito bom voltar a este assunto aqui no Ministério da Defesa e dizer que não se trata apenas de aeronaves e sim de uma parceria estratégica”, acrescentou.

Caças Gripen NG
A Força Aérea Brasileira (FAB), no segundo semestre de 2014, assinou contrato com a empresa sueca SAAB, para a aquisição de 36 aeronaves Gripen NG. De acordo com FAB, o primeiro caça será entregue em 2019 e o último, em 2024.

O contrato prevê o treinamento de pilotos e mecânicos brasileiros na Suécia, apoio logístico e transferência de tecnologia para indústrias brasileiras ao longo dez anos.

Das 36 aeronaves compradas pelo Brasil, treze serão fabricadas por suecos e outras oito serão feitas por brasileiros na Suécia. Os quinze últimos caças serão fabricados inteiramente no Brasil, por meio de uma parceria com a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer). 

Pilotos
Em janeiro deste ano, dois pilotos da Força Aérea Brasileira realizaram seus primeiros voos sozinhos em caças Gripen. Os Capitães Gustavo Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas, participaram de uma missão de treinamento que partiu da Base Aérea de Såtenäs, na Suécia, e durou aproximadamente uma hora. 

As duas aeronaves realizaram manobras em uma área localizada sobre o Mar do Norte e a costa oeste da Suécia. Os pilotos da FAB já voavam os jatos Gripen desde o dia 10 de novembro de 2014, mas sempre com a companhia de instrutores de voo da Força Aérea da Suécia. O treinamento foi complementado por instruções em solo e aulas teóricas.

Fontes:
Portal Planalto, com informações do Ministério da Defesa e da Força Aérea Brasileira