Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 05 > Brasil e França estreitam parceria na área espacial

Notícia

Brasil e França estreitam parceria na área espacial

Defesa

Militares brasileiros apresentaram ficha de cooperação para apoio técnico-gerencial da França no Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (Pese)
por Portal Planalto publicado: 27/05/2015 20h09 última modificação: 27/05/2015 20h09
Divulgação/Ministério da Defesa Reunião Brasil-França debateu sobre programa espacial, criado para atender necessidades das Forças Armadas

Reunião Brasil-França debateu sobre programa espacial, criado para atender necessidades das Forças Armadas

Após a reunião do Grupo de Trabalho Conjunto Brasil-França, realizada em Paris na semana passada, o Ministério da Defesa brasileiro apresentou uma ficha de cooperação para apoio da França no Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (Pese).

O documento, que será objeto de estudo da comitiva francesa, estreita a parceria entre os militares brasileiros e a Direção Geral de Armamento (DGA) – órgão do país europeu. Foi debatida também, durante o encontro, a criação de um acordo entre os governos para a pesquisa e tecnologia em Defesa, com o desenvolvimento de um roteiro para cooperação de institutos brasileiros e franceses.  

A pauta abordou também a intenção da França de utilizar o Sistema Brasileiro de Comunicação Militar por Satélite (Siscomis) para realizar treinamentos com as estações terrestres do Syracuse (equipamento de telecomunicações militares da França). A delegação brasileira consentiu, e vai aguardar a confirmação do estabelecimento das estações na Guiana Francesa. 

Comitivas
O almirante José Carlos Mathias, vice-chefe de Assuntos Estratégicos do Ministério da Defesa, foi o responsável pela coordenação da 
delegação brasileira. “Dividimos ideias e progresso tecnológico há muito tempo. Não por acaso, Alberto Santos Dumont, pai da aviação e inventor do avião, triunfantemente subiu aos céus no Campo de Bagatelle, nessa bela ‘Cidade-Luz’. Hoje, passados mais de cem anos deste feito, vemos Brasil e França a desenvolver parcerias, agora, na conquista do espaço”, disse Mathias, enfatizando a parceria entre os países.

De acordo com o subdiretor da Europa Central e Oriental e América do Sul da DGA, general Hubert L’ebraly, da equipe francesa, o Brasil ocupa um lugar de destaque, dentre vários países com os quais a França atua. Segundo ele, o grupo de trabalho teve como objetivo principal a definição do futuro da cooperação franco-brasileira em Defesa. 

Pese
O Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (
Pese) foi criado para atender necessidades estratégicas das Forças Armadas. Entre suas missões está o fornecimento de infraestrutura espacial para ser usada no Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SISGAAZ), no Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), no Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Sisdabra), no Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), entre outros.

A responsabilidade pelo programa é da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), que integra o Ministério da Defesa.

Esforços conjuntos
Durante uma visita oficial à França no último dia 13, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, e o ministro da Defesa da França, Jean-Yves Le Drian, participaram de reunião bilateral para fazer um balanço dos projetos na área e para aprimorar parcerias.

Wagner informou, no encontro, que o desenvolvimento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em conjunto com a empresa francesa Thales Alenia Space (TAS), está com o seu cronograma adiantado em um mês, e com isso será possível assegurar o lançamento do artefato para setembro de 2016.

Os titulares também falaram sobre a possibilidade de aumentar a interação entre os dois países na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa, para proteger os territórios contra as ameaças do garimpo ilegal, além de intensificar o combate ao tráfico de drogas.

Fonte:
Portal Planalto, com informações do Ministério da Defesa