Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 04 > Governo federal tem compromisso de assentar todos os trabalhadores acampados até 2018

Notícia

Governo federal tem compromisso de assentar todos os trabalhadores acampados até 2018

Reforma agrária

Ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananías, participa da abertura do 3º Festival da Juventude Rural e afirma que governo busca criar espaços de vida para os trabalhadores do campo
por Portal Planalto publicado: 30/04/2015 20h02 última modificação: 02/09/2015 14h34

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananías, afirmou que o governo federal tem como compromisso assentar com dignidade até o fim de 2018 as famílias de trabalhadores rurais acampadas pelo País. Durante a cerimônia de abertura do 3º Festival da Juventude Rural, Patrus afirmou ainda que a prioridade da pasta se chama reforma agrária na última segunda-feira (27).

"Nossa secretária-executiva (Maria Fernanda Ramos Coelho) traduziu em uma frase o sentimento que nos anima: 'até o fim do governo Dilma, nenhuma criança ou jovem abaixo da lona'. Queremos todos morando com dignidade", disse o ministro. 

Itens relacionados
Queremos que movimentos sociais tenham autonomia, diz Patrus
Brasil prova que reforma agrária produz em escala e com sustentabilidade, afirma professor da UFSC
Confira o edital de seleção pública Juventude Rural da Fundação Banco do Brasil

O titular da pasta do Desenvolvimento Agrário afirmou que o governo também se compromete a transformar os assentamentos (novos e já existentes) em espaços de vida. "Espaços onde as famílias possam tirar seu sustento e produzir alimentos saudáveis -- e não venenos. Alimentos que promovam a vida", ressaltou Patrus.

Segundo o ministro, nos assentamentos devem estar presentes as políticas públicas relacionadas à educação, saúde, moradia, saneamento básico, cultura e esporte para que os jovens que decidirem permanecer no campo tenham vida digna e contribuam para garantir a segurança alimentar. 

Governo federal vem assentando milhares de famílias

De 2003 a 2014, 721.442 famílias rurais foram assentadas pelo governo federal. Em 2014, foram criados 145 projetos de assentamentos para 32.019 famílias, distribuídos em 415.436 hectares. Só entre 2011 e 2014 foram incorporados à reforma agrária uma área de aproximadamente 3 milhões de hectares.

Em março deste ano, em entrevista ao Blog do Planalto (assista ao vídeo abaixo), o ministro Patrus Ananías informou que o governo vai cadastrar todas as famílias acampadas. À época, 60 mil já estavam no cadastro e outras 60 mil ainda passariam pelo levantamento.

Durante a cerimônia de abertura do 3º Festival da Juventude Rural, o Ministério do Desenvolvimento Agrário lançou um edital em parceria com a Fundação Banco do Brasil e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) no valor de R$ 5 milhões. O valor é destinado a cooperativas e associações da juventude rural com o objetivo de estimular o protagonismos dos jovens que vivem no campo, promover a igualdade de gênero, fortalecer as práticas sustentáveis e de cultivo agroecológico. 

Os projetos inscritos no edital devem variar de R$ 70 mil a R$ 200 mil e devem ter como foco a estruturação de empreendimentos voltados para produção, beneficiamento e/ou comercialização de produtos agrícolas, não agrícolas e extrativistas; prestação de serviços e turismo rural. O prazo máximo de execução do projeto deverá ser de 18 meses. 

Também foi anunciada na abertura do evento a chamada pública de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) que atenderá, em três anos, 22,8 mil jovens trabalhadores rurais de 23 estados brasileiros. A chamada busca promover a autonomia e a emancipação dos jovens agricultores, a organização produtiva, acesso a políticas públicas e estimulo a sucessão rural. 

Fontes:

Portal Planalto com informações do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Incra, Blog do Planalto e Fundação Banco do Brasil