Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > 04 > Governo dá apoio a brasileiros no Nepal após terremoto

Notícia

Governo dá apoio a brasileiros no Nepal após terremoto

Assistência

Equipe do Itamaraty recebeu informações sobre 96 brasileiros que estavam no país asiático durante o terremoto e não sofreram ferimentos
por Portal Planalto publicado: 27/04/2015 20h43 última modificação: 27/04/2015 20h43

As equipes do Itamaraty em Brasília e da Embaixada do Brasil em Katmandu, no Nepal, estão acompanhando atentamente a situação dos brasileiros que estão no país asiático. Centro especial de atendimento gerenciado pela embaixada no Aeroporto de Katmandu foi reaberto neste domingo (26), após ficar fechado por causa dos estragos provocados pelo terremoto do último fim de semana. Para reforçar o atendimento, funcionários da Embaixada do Brasil em Nova Délhi (capital da Índia) foram deslocados para Katmandu. 

O Itamaraty já recebeu informações sobre 96 brasileiros que estavam no país asiático durante o terremoto. De acordo com o governo federal, os brasileiros localizados não sofreram ferimentos e estão recebendo assistência consular.

Em nota oficial publicada neste domingo (25), a presidenta Dilma Rousseff expressou grande presar pelo terremoto que atingiu o Nepal, Índia e China. “Declaro minha solidariedade aos povos desses países e, em especial, aos brasileiros que estão na região e aos seus familiares. Ressalto que a Embaixada do Brasil em Katmandu está tomando todas as providências em apoio aos cidadãos brasileiros que estão no Nepal."

Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) disponibiliza assistência a cidadãos que estão no Brasil e/ou no país asiático

O Nepal foi atingido por dois terremotos, um no sábado (25) de magnitude 7,8 na escala de Richter e outro no domingo (26), de magnitude 6,7. Segundo informações da Organização das Nações Unidades (ONU), os abalos provocaram, até o momento, a morte de mais de 3,2 mil pessoas. O tremor também destruiu estradas, edifícios e monumentos.

Acompanhamento 

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a embaixada brasileira já entrou em contato com cerca de 60 famílias que estavam com dificuldade de localizar os familiares no Nepal.

Agentes consulares continuam a procurar brasileiros refugiados em hotéis, escolas, organizações não-governamentais e prédios públicos, para verificar se precisam de cuidados médicos ou de atendimento especial. 

Por motivos de privacidade a todos os envolvidos, a planilha de cidadãos brasileiros não será divulgada à imprensa e dados de nacionais serão transmitidos apenas a seus familiares e amigos, em caráter individual.

Recomendações

A eventual ocorrência de novos terremotos no Nepal é imprevisível, embora os movimentos das placas tectônicas sejam monitorados em todo o país. Em caso de nova ocorrência de tremores, confira as recomendações gerais do Itamaraty:

  • Procure manter a calma e não corra;
  • Afaste-se das janelas de vidro;
  • Posicione-se ao lado de colunas ou das quinas das paredes se estiver dentro de casas ou prédios;
  • Procure abaixar-se e proteger a cabeça, por exemplo, sob mesas ou sob vãos de portas.
  • Apague qualquer fonte de chama (fogão, gás, aquecedores elétricos e por querosene, ferros elétricos etc.);     
  • Se estiver em uma residência:
    1) não corra para fora;
    2) abra as portas e janelas para evitar que empenem ou impeçam sua saída em caso de emergência;
    3) procure se abrigar embaixo de uma mesa ou local seguro;
    4) esteja preparado para evacuar a área e ir para as “áreas seguras” (abrigos) de cada bairro levando consigo documentos, dinheiro, lanterna, água potável, comida, roupas de baixo, toalhas e kit de primeiros socorros;
  • Se estiver em hotéis, restaurantes, cinemas, teatros, lojas de departamento e supermercados, não utilize os elevadores, mantenha a calma, e evacue a área seguindo as instruções do pessoal local que indicarão a área segura; 
  • Se estiver na rua, procure proteger a cabeça da queda de objetos e, principalmente, de cacos; evite ficar perto de postes e procure uma área aberta;           
  • Se estiver dirigindo, pare o carro imediatamente, busque informações e, caso haja necessidade de evacuação, feche as janelas, deixe a chave no contato e a  porta destravada (não deixe objetos de valor dentro do veículo);   
  • Se estiver no transporte público, siga as instruções anunciadas nos auto-falantes. No caso de trens e metrôs existe o perigo, se sair indevidamente dos vagões, de choque elétrico ou atropelamento por outro trem), razão pela qual recomenda-se não sair do vagão, a menos que estritamente  necessário.
     

Passado o tremor, se houver feridos, orienta-se pedir auxílio aos corpos de socorro e também ligar o rádio para ouvir as recomendações das autoridades. É importante também não ficar perto de postes, cabos elétricos ou árvores, seguir rotas de evacuação e usar o telefone somente em casos de emergência.

Fonte:
Portal Planalto com informações do Ministério das Relações Exteriores