Você está aqui: Página Inicial > Excluir (Histórico não Será Migrado) > Banco do Brasil lança linhas de financiamento da casa própria com recursos do FGTS

Notícia

Banco do Brasil lança linhas de financiamento da casa própria com recursos do FGTS

por Portal Planalto publicado: 10/04/2013 19:50 última modificação: 10/04/2013 19:52

O Banco do Brasil informou, nesta quarta-feira (10), que lançou duas novas opções para aquisição da casa própria com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS): O BB Crédito Imobiliário Aquisição PF FGTS e o Pró-Cotista. A primeira linha possibilita a contratação de imóveis novos e usados, no valor de até R$ 190 mil, sem necessidade de ter a conta vinculada do FGTS. Já o Pró-Cotista é voltado a clientes que possuem conta ativa no FGTS e um mínimo de 36 contribuições.

A linha de crédito imobiliário Aquisição PF FGTS oferece desconto nas taxas de financiamento e no valor financiado por meio de subsídios, conforme a renda familiar do cliente, localização do imóvel e na condição do imóvel: se é novo ou usado. O financiamento máximo é de 90% do valor do imóvel (valor de avaliação ou compra/venda, o que for menor), em até 360 meses, com possibilidade de inclusão dos valores de despesas cartorárias e do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI).

Em caso de mutuários com renda bruta familiar de até R$ 3.275,00, a taxa de administração do contrato será paga pelo FGTS.

A taxa de juros do produto parte de 5% ao ano e pode variar de acordo com a renda. Além disso, caso o cliente possua conta vinculada no FGTS, a taxa da operação poderá ter redução de 0,5 ponto percentual.

Pró-cotista

A linha Pró-Cotista permite financiamento de até R$ 450 mil (valor de avaliação ou compra/venda, o que for menor), em até 360 meses – com possibilidade de inclusão dos valores de despesas cartorárias e ITBI. No FGTS pró-cotista, não há limite máximo de renda familiar.

A taxa de juros do produto é de 8,9% a.a + TR e pode cair para até 7,9% a.a. + TR, dentro do programa Bompratodos. Os clientes que pagarem suas prestações em dia terão 0,5 ponto percentual a menos na taxa de juros. Outro 0,5 ponto percentual de redução na taxa será obtido com a manutenção da conta salário no banco. O cálculo da bonificação é automático e será realizado mensalmente, informou a instituição.

Fonte: Portal Planalto

 

Assunto(s): Governo federal