Galeria de imagens

O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas "Morena" e "Saindo do banho". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - "Sagrada Família" e "Santana Maestra" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado "Vaqueiro" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: "Jangadas do Nordeste" e "Os Seringueiros".

O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas "Morena" e "Saindo do banho". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - "Sagrada Família" e "Santana Maestra" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado "Vaqueiro" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: "Jangadas do Nordeste" e "Os Seringueiros".

Ichiro Guerra/PR

Da concepção do acervo da biblioteca do Palácio da Alvorada participaram Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Francisco Assis Barbosa, Celso Cunha, Antonio Houaiss e Edson Nery da Fonseca. São 3.406 obras, que englobam desde Arte, Filosofia, Política, Literatura até História Geral e História do Brasil. A biblioteca é decorada com uma tapeçaria de Di Cavalcanti - "Músicos"- e três mapas antigos emoldurados: mapa da América do Sul (1645), carta geográfica do Brasil (sem data) e mapa do Brasil com as capitanias gerais (1656). Há também dois pequenos quadros em óleo sobre tela, "Moça sentada ao piano" (1857) e "Senhora sentada" (1885), de autoria de Rodolfo Amoedo.

Da concepção do acervo da biblioteca do Palácio da Alvorada participaram Manoel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Francisco Assis Barbosa, Celso Cunha, Antonio Houaiss e Edson Nery da Fonseca. São 3.406 obras, que englobam desde Arte, Filosofia, Política, Literatura até História Geral e História do Brasil. A biblioteca é decorada com uma tapeçaria de Di Cavalcanti - "Músicos"- e três mapas antigos emoldurados: mapa da América do Sul (1645), carta geográfica do Brasil (sem data) e mapa do Brasil com as capitanias gerais (1656). Há também dois pequenos quadros em óleo sobre tela, "Moça sentada ao piano" (1857) e "Senhora sentada" (1885), de autoria de Rodolfo Amoedo.

Ichiro Guerra/PR

A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam".

A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam".

Ichiro Guerra/PR

A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam".

A sala de espera é decorada com uma tapeçaria de Concessa Colaço, com o título de "Manhã de cores", dois quadros de Vicente do Rego Monteiro, intitulados "Abstração" e "Céu", e uma obra de Carlos Scliar intitulada "Os barcos esperam".

Ichiro Guerra/PR

Capela

Capela

Ichiro Guerra/PR

Capela

Capela

Ichiro Guerra/PR

Vitrais da Capela

Vitrais da Capela

Ichiro Guerra/PR

Vitrais da Capela

Vitrais da Capela

Ichiro Guerra/PR

Sobre laje de 20x20m, a capela do Palácio da Alvorada, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, está à esquerda do prédio principal (do ponto de vista de quem olha a fachada). Athos Bulcão assina o projeto decorativo, desde a porta de entrada, em alumínio anodizado, as paredes, revestidas de lambril de jacarandá-da-baía folhado em ouro, até a pintura do teto, com símbolos do cristianismo.

Sobre laje de 20x20m, a capela do Palácio da Alvorada, dedicada a Nossa Senhora da Conceição, está à esquerda do prédio principal (do ponto de vista de quem olha a fachada). Athos Bulcão assina o projeto decorativo, desde a porta de entrada, em alumínio anodizado, as paredes, revestidas de lambril de jacarandá-da-baía folhado em ouro, até a pintura do teto, com símbolos do cristianismo.

Ichiro Guerra/PR

Fachada do Palácio da Alvorada

Fachada do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

A frase histórica que a poesia de Augusto Frederico Schmidt criou para o discurso de lançamento da pedra funalmental da nova capital da República ocupa a parede dourada do hall de entrada do palácio e descreve, com exatidão, o espírito que acompanhou os pioneiros construtores das obras liderados por Juscelino Kubitschek (JK): "Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino". Juscelino Kubitschek de Oliveira, 2 de outubro de 1956.

A frase histórica que a poesia de Augusto Frederico Schmidt criou para o discurso de lançamento da pedra funalmental da nova capital da República ocupa a parede dourada do hall de entrada do palácio e descreve, com exatidão, o espírito que acompanhou os pioneiros construtores das obras liderados por Juscelino Kubitschek (JK): "Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino". Juscelino Kubitschek de Oliveira, 2 de outubro de 1956.

Ichiro Guerra/PR

Espelho d'água

Espelho d'água

Ichiro Guerra/PR

Com 60 cm de profundidade, no espelho d'água estão o marco de inauguração do Palácio da Alvorada e a escultura "As Iaras", de Alfredo Ceschiatti.

Com 60 cm de profundidade, no espelho d'água estão o marco de inauguração do Palácio da Alvorada e a escultura "As Iaras", de Alfredo Ceschiatti.

Ichiro Guerra/PR

O salão de Estado é mobiliado com mescla de móveis contemporâneos e antigos. Neste ambiente, destacam-se duas imagens sacras, "Santa Maria Madalena" e "Santa Tereza d'Ávila", em estilo barroco do século XVIII. Na parede de jacarandá-da-baía, sobressaem a tapeçaria de Kennedy Bahia com o título "Flora e fauna da Bahia", um quadro de Djanira intitulado "Colhendo café", um quadro de Maria Leontina, "Cena II", e o quadro "Fachada com oval", de autoria de Alfredo Volpi.

O salão de Estado é mobiliado com mescla de móveis contemporâneos e antigos. Neste ambiente, destacam-se duas imagens sacras, "Santa Maria Madalena" e "Santa Tereza d'Ávila", em estilo barroco do século XVIII. Na parede de jacarandá-da-baía, sobressaem a tapeçaria de Kennedy Bahia com o título "Flora e fauna da Bahia", um quadro de Djanira intitulado "Colhendo café", um quadro de Maria Leontina, "Cena II", e o quadro "Fachada com oval", de autoria de Alfredo Volpi.

Ichiro Guerra/PR

Salão de Banquetes - visto por outro ângulo

Salão de Banquetes - visto por outro ângulo

Ichiro Guerra/PR

Concebido por Ana Maria Niemeyer, responsável pela decoração original do palácio e autora do desenho das cadeiras, o salão tem mesa que pode ser montada de várias formas e tamanhos e pode chegar a possuir até 50 lugares. Ao fundo, cômoda em cedro do século XIX e, ao lado, duas arcas do início do século XX. As tapeçarias "Saudades do meu jardim I e II" são de autoria de Concessa Colaço. A escultura "Edificação" é de André Bloc. A prataria originalmente pertencia ao palácio do Catete, no Rio de Janeiro.

Concebido por Ana Maria Niemeyer, responsável pela decoração original do palácio e autora do desenho das cadeiras, o salão tem mesa que pode ser montada de várias formas e tamanhos e pode chegar a possuir até 50 lugares. Ao fundo, cômoda em cedro do século XIX e, ao lado, duas arcas do início do século XX. As tapeçarias "Saudades do meu jardim I e II" são de autoria de Concessa Colaço. A escultura "Edificação" é de André Bloc. A prataria originalmente pertencia ao palácio do Catete, no Rio de Janeiro.

Ichiro Guerra/PR

A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela "Vaso sobre tapete", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro "Flores", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII).

A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela "Vaso sobre tapete", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro "Flores", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII).

Ichiro Guerra/PR

Cinema

Cinema

Ichiro Guerra/PR

Cinema

Cinema

Ichiro Guerra/PR

Sala de Jogos

Sala de Jogos

Ichiro Guerra/PR

Uma piscina de grandes dimensões, 50x18 metros, foi construída no jardim interno do palácio, próximo à fachada leste. Revestida de azulejos azul "brenand", sua profundidade varia de 0,70 a 2,10 metros. Também faz parte do conjunto uma pérgola, com bar e churrasqueira.

Uma piscina de grandes dimensões, 50x18 metros, foi construída no jardim interno do palácio, próximo à fachada leste. Revestida de azulejos azul "brenand", sua profundidade varia de 0,70 a 2,10 metros. Também faz parte do conjunto uma pérgola, com bar e churrasqueira.

Ichiro Guerra/PR

Sala de música

Sala de música

Ichiro Guerra/PR

Imagem aérea do Palácio da Alvorada

Imagem aérea do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Imagem áerea do Palácio da Alvorada

Imagem áerea do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Imagem aérea do Palácio da Alvorada - Residência Oficial do Presidente da República

Imagem aérea do Palácio da Alvorada - Residência Oficial do Presidente da República

Ichiro Guerra/PR

Piscina

Piscina

Ichiro Guerra/PR

Península do Palácio da Alvorada

Península do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Fachada do Palácio da Alvorada

Fachada do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Ichiro Guerra/PR

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Ichiro Guerra/PR

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Mezanino do Palácio da Alvorada. Ao fundo, tapeçaria Múmias, do Di Cavalcanti. Urnas mortuárias Marajoara. Marquesas, de Oscar Niemeyer. Duas estatuetas "Outono" e "Inverno", de Alfredo Ceschiatti

Ichiro Guerra/PR

Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins

Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins

Ichiro Guerra/PR

Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins

Vista posterior do Palácio da Alvorada, com escultura "Ritos e Ritmos", de Maria Martins

Ichiro Guerra/PR

Emas do Palácio da Alvorada

Emas do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Emas do Palácio da Alvorada

Emas do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Emas do Palácio da Alvorada

Emas do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Emas do Palácio da Alvorada

Emas do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Lago interno do jardim do Palácio da Alvorada

Lago interno do jardim do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

Jardim do Palácio da Alvorada

Jardim do Palácio da Alvorada

Ichiro Guerra/PR

A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela ""Vaso sobre tapete"", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro ""Flores"", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII).

A sala de almoço, intervenção de 1992 autorizada por Oscar Niemeyer, é mobiliada com mesa e doze cadeiras inglesas da escola Chippendale e duas outras mesas brasileiras. Destacam-se tela ""Vaso sobre tapete"", de autoria de Comelis de Heem, e o quadro ""Flores"", assinado por Jan van Huysum, artistas da escola flamenga do século XVII. Além dessas peças, a sala é também decorada com dois anjinhos do barroco mineiro e um conjunto de louça da Companhia das Índias (século XVII).

Ichiro Guerra/PR

O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas ""Morena"" e ""Saindo do banho"". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - ""Sagrada Família"" e ""Santana Maestra"" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado ""Vaqueiro"" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: ""Jangadas do Nordeste"" e ""Os Seringueiros"".

O salão nobre é composto por quatro ambientes. Em primeiro plano, destacam-se duas esculturas de Victor Brecheret intituladas ""Morena"" e ""Saindo do banho"". À direita, encontra-se espaço contemporâneo guarnecido com móveis de Mies van der Rohe. Ao fundo, dois ambientes com mescla de móveis antigos e contemporâneos, brasileiros e estrangeiros. Entre estes, dois tocheiros em madeira dourada e duas peças sacras - ""Sagrada Família"" e ""Santana Maestra"" - estão expostas em mesa do século XVIII. Na parede à direita, quadro de Aldemir Martins, intitulado ""Vaqueiro"" e à esquerda, sobressaem duas obras de Cândido Portinari: ""Jangadas do Nordeste"" e ""Os Seringueiros"".

Ichiro Guerra/PR

Reportar erro