Você está aqui: Página Inicial > Centrais de Conteúdos > Áudios > No Bom Dia Ministro, Iriny Lopes fala da 3ª Conferência de Políticas para as Mulheres e faz balanço da Central 180

No Bom Dia Ministro, Iriny Lopes fala da 3ª Conferência de Políticas para as Mulheres e faz balanço da Central 180

por Portal do Planalto publicado 08/12/2011 11h26, última modificação 07/07/2014 14h40
Transcrição do Áudio

 

O Bom Dia Ministro desta quinta-feira (08/12) entrevista a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes. No programa, a ministra falará sobre a 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que ocorre do dia 12 ao 15, em Brasília. Além disso, Iriny falará sobre os dados da Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 e a possibilidade de mulheres brasileiras usarem o serviço se estiverem em Portugal, na Espanha ou na Itália. A entrevista é produzida e coordenada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, e transmitida ao vivo pela NBR TV e via satélite, das 8h às 9h.

A 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres acontece entre os dias 12 e 15 de dezembro, em Brasília. Nesse período, cerca de três mil mulheres estarão reunidas para discutir e elaborar políticas públicas voltadas às brasileiras. Ao final da conferência, a Secretaria irá avaliar e definir prioridades dentro do II Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, elaborado em 2007.

Depois de enfrentar e alcançar conquistas em relação ao enfrentamento da violência - como a Lei Maria da Penha e a construção do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres - o governo, agora, debruça-se no debate sobre a construção da autonomia econômica e social das mulheres, fundamental para alcançar a igualdade entre os sexos.

Central 180 – Dados da Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180 revelam que, de abril de 2006 a outubro de 2011, foram registrados mais de dois milhões de atendimentos (2.188.836). Desde janeiro de 2007, quando o sistema foi adaptado para receber informações sobre a Lei Maria da Penha, a busca por este serviço contabilizou 438.587 registros.

De janeiro a outubro deste ano, houve 530.542 ligações. No período, foram registrados 58.512 relatos de violência. Desse total, 35.891 foram de violência física; 14.015 de violência psicológica; 6.369 de violência moral; 959 de violência patrimonial; 1.014 de violência sexual; 264 de cárcere privado; e 31 de tráfico de mulheres. As violências moral e psicológica atingem, juntas, o percentual de 34,9% dessas ligações.

A maior parte das mulheres que entrou em contato com o Ligue 180 e que também é vítima da violência tem de 20 a 40 anos (26.676), possui ensino fundamental completo ou incompleto (16.000), convive com o agressor por 10 anos ou mais (40%) e 82% das denúncias são feitas pela própria vítima.

O percentual de mulheres que declaram não depender financeiramente do agressor é de 44%. E 74% dos crimes são cometidos por homens com quem as vítimas possuem vínculos afetivos/sexuais (companheiro, cônjuge ou namorado). Os números mostram que 66% dos filhos presenciam a violência e 20% sofrem violência junto com a mãe.

Central 180 no exterior – O governo federal ampliou o Ligue 180 para brasileiras em situação de violência em Portugal, Espanha e Itália.  O programa vai atender brasileiras que são vitimizadas de formas diferentes. Há vítimas de violência doméstica, de cárcere privado e há outras ludibriadas por organizações criminosas com falsas promessas de emprego e acabam cedendo à prostituição.

Da mesma forma que no Brasil, a Central 180 vai funcionar 24 horas por dia, de segunda até domingo, inclusive feriados, em Portugal, na Espanha e na Itália, com ligações gratuitas.

As mulheres em situação de violência na Espanha devem ligar para 900 990 055, fazer a opção 3 e, em seguida, informar à atendente (em português) o número 61-3799.0180. Em Portugal, devem ligar para 800 800 550, também fazer a opção 3 e informar o número 61-3799.0180. E, na Itália, as brasileiras podem ligar para o 800 172 211, fazer a opção 3 e, depois, informar o número 61-3799.0180. O serviço da Central conta com a parceria do Ministério da Justiça e suporte de embaixadas e consulados.

Participam do programa as rádios: Rádio CBN (Rio de Janeiro/RJ); Marano FM (Garanhuns/PE); Sete Colinas AM (Uberaba/MG); São Francisco 670 AM (Anápolis/GO); FM Monte Roraima (Boa Vista/RR); Belém FM (Belém/PA); Jornal 710 AM (Maceió/AL); Difusora AM (Bagé/RS); Bandeirantes (São Paulo/SP); Juazeiro 1190 AM (Juazeiro/BA); Globo Linhares (Linhares/ES); Caiari AM (Porto Velho/RO); Difusora Acreana (Rio Branco/AC); Difusora FM (Manaus/AM); e Capital FM (Campo Grande/MS).

O Programa Bom Dia Ministro é transmitido ao vivo pela NBr TV e pode ser acompanhado por meio do link no portal da Presidência da República www.planalto.gov.br <http://www.planalto.gov.br/> . Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal da "Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no portal da Presidência da República.

No link abaixo, acesse os dados por estado:

http://www.sepm.gov.br/noticias/ultimas_noticias/24-11%20Violecia%20contra%20a%20Mulher%20por%20estado.pdf

Mais informações:
Departamento de Relacionamento com a Mídia Regional
Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
Tel: (61) 3411-1370 / 1601

Download do Áudio