Notícias

Inovação

Investimento de R$ 1,5 bilhão vai incentivar setor de ciência e tecnologia

publicado: 01/08/2018 16h52, última modificação: 01/08/2018 16h52
Empréstimo obtido junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) será executado ao longo dos próximos anos
investimento

Primeira operação do financiamento obtido junto ao BID será de US$ 600 milhões - Foto: Marcos Corrêa/PR

Como forma de impulsionar o setor de pesquisa e inovação, o governo brasileiro e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) iniciaram nesta quarta-feira (1º) a primeira operação financeira do programa Inovar para Crescer.

Neste primeiro momento, o BID vai emprestar US$ 600 milhões à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), de um total de US$ 1,5 bilhão do financiamento contraído junto ao órgão multilateral, para a execução de pesquisas e projetos em inovação no País. Esta fase tem prazo de cinco anos.

Executado pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), o programa foi criado para enfrentar questões como a falta de investimentos privados em inovação no País e dar impulso ao empreendedorismo no setor.

Desenvolvimento

Na avaliação do presidente da República, Michel Temer, impulsionar o setor de ciência e tecnologia ajuda a promover crescimento econômico, gerando mais empregos e renda.

“Investir em inovação é aproximar a atividade criadora e a produção [...] É promover o crescimento e a geração de empregos e renda”, ressaltou, durante reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, no Palácio do Planalto.

Com a retomada dos investimentos no setor, o País entra em uma nova fase de desenvolvimento, disse o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. “Não há país, no mundo, que enfrente desafios sem incentivos à pesquisa e inovação”, disse.

Fonte: Planalto

Reportar erro