Notícias

INDÚSTRIA

Presidente lança programa Rota 2030 para impulsionar setor automobilístico

publicado: 05/07/2018 20h08, última modificação: 05/07/2018 21h29
Programa prevê concessão de créditos para pesquisa e reduz IPI para veículos menos poluentes
Rota 2030 impulsionará desenvolvimento do Brasil, aposta Temer

Presidente Michel Temer assinou atos que criam nova política industrial para automóveis - Foto: Alan Santos/PR

Fomentar o setor automobilístico é fundamental para o desenvolvimento do Brasil, afirmou o presidente da República, Michel Temer, nesta quinta-feira (5), no lançamento do Rota 2030 Mobilidade e Logística, no Palácio do Planalto. Criada por meio de uma Medida Provisória (MP), a nova política industrial para o setor tem como objetivo aumentar a competitividade na área, além de desenvolver tecnologias sustentáveis.

Definido pelo presidente como "histórico para a indústria", o programa aponta regras para a cadeia automotiva por 15 anos. "A divulgação deste ato terá uma repercussão extraordinária no mercado nacional e internacional e seguramente vai gerar empregos, que é o que mais queremos no nosso País", defendeu Temer. Além da MP que cria o programa, foram assinados pelo presidente um projeto de lei e um decreto que dispõem sobre o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Em negociação desde o ano passado, o Rota 2030 prevê, entre outros benefícios, a concessão de créditos de até R$ 1,5 bilhão para pesquisa e desenvolvimento; estabelece metas obrigatórias para eficiência energética dos veículos; fomenta tecnologias assistivas e altera a tabela do IPI para veículos híbridos e elétricos, que são menos poluentes.

Para o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, o regramento é importante para que a indústria nacional tenha a previsibilidade garantida nos negócios. “Em 15 anos conseguiremos assegurar que o Brasil vai atrair pesquisa e desenvolvimento, teremos condições de investir e pesquisar novas tecnologias”, destacou o titular da pasta. 

Fonte: Planalto 

registrado em: , ,
Reportar erro
Assunto(s): Indústria