Notícias

Saúde

Reator nuclear ajudará pacientes com doenças graves, destaca Temer

publicado: 07/06/2018 17h10, última modificação: 23/07/2018 18h37
Em declaração nas redes sociais, presidente da República reforça a importância do equipamento na produção de radiofármacos para o Sistema Único de Saúde

A construção do primeiro reator nuclear brasileiro será importante para acabar com a dependência externa e atender pacientes com doenças graves que não têm acesso à medicina nuclear, destacou o presidente da República, Michel Temer, em declaração publicada nas redes sociais. Serão investidos R$ 750 milhões na obra, que possibilitará a fabricação de radiofármacos a preço de custo para o Sistema Único de Saúde (SUS). 

Vamos construir o primeiro reator nuclear do Brasil para produzir radiofármacos para o SUS, em parceria com a @marmilbr. O investimento é de R$ 750 milhões. pic.twitter.com/n2q87CHRn8

— Michel Temer (@MichelTemer) 7 de junho de 2018

Desenvolvida em parceira com a Marinha do Brasil, a tecnologia tem fins pacíficos, com o objetivo de contribuir para o crescimento do País e para o bem-estar de todos os brasileiros. A inauguração será nesta sexta-feira (8), em Iperó (SP), onde ocorrerá a cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Reator Multipropósito Brasileiro e de início dos testes de integração dos turbogeradores do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica. 

Fonte: Planalto 

registrado em: , ,
Reportar erro
Assunto(s): Saúde, Defesa Civil