Notícias

Agropecuária

Estimular a agropecuária é gerar mais crescimento econômico, diz Temer

publicado: 06/06/2018 12h42, última modificação: 06/06/2018 19h32
Presidente da República lançou Plano Agrícola e Pecuário nesta quarta-feira (6), no Palácio do Planalto
Temer lança novo Plano Agrícola e Pecuário

Governo do Brasil disponibilizou R$ 194,3 bilhões em crédito rural a juros reduzidos - Foto: Cesar Itiberê/PR

Incentivar o agronegócio e estimular a produção do setor significa mais crescimento econômico, afirmou nesta quarta-feira (6) o presidente da República, Michel Temer, ao lançar o Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019, com créditos na ordem de R$ 194,3 bilhões.

“São recursos que estimulam a produção e impulsionam o crescimento da economia brasileira”, discursou Temer. “São nossos trabalhadores rurais, com seu trabalho e talento, que fazem com que o Brasil seja a potência agrícola que é”, ressaltou.

Na avaliação do presidente, o crescimento da agropecuária brasileira virou referência no mundo. “No mundo todo, a nossa agricultura se tornou sinônimo de produtividade, eficiência e segurança alimentar”, apontou.

Plano Agrícola e Pecuário

Para este ano, o Governo do Brasil disponibilizou a soma de R$ 194,3 bilhões para estimular o trabalho no campo. Desse montante, R$ 151,1 bilhões estão reservados para operações de custeio, e o restante para investimentos.

Nas operações de custeio, a taxa de juros foi reduzida em 1,5 ponto percentual, ficando em 6% para os produtores médios e em 7% para os demais. Os financiamentos de investimento estão, por sua vez, com juros entre 5,25% e 7,5% ao ano.

Fonte: Planalto, com informações do Mapa

Reportar erro
Assunto(s): Economia e Finanças