Notícias

Caminhoneiros

Diesel: gabinete vai acompanhar fiscalização de postos e distribuidoras

publicado: 04/06/2018 15h29, última modificação: 04/06/2018 15h32
Prioridade é garantir a redução de R$ 0,46 aos consumidores. Abastecimento foi normalizado no País, avalia ministro do GSI
Abastecimento

Acordo entre caminhoneiros e Governo do Brasil prevê um desconto de R$ 0,46 no preço do diesel - Foto: Cesar Itiberê/PR

Com o fim da paralisação e a normalização do abastecimento no País, a prioridade do gabinete de acompanhamento do movimento é a fiscalização dos preços de combustível nos postos e distribuidoras, afirmou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen. “Todo esforço e todo poder de polícia que o governo tem será para garantir o desconto de 46 centavos nos postos”, disse, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (4).

De acordo com o o ministro, o abastecimento foi normalizado nas diferentes regiões brasileiras após a crise causada pela paralisação dos caminhoneiros nas últimas semanas. Não há, continuou Etchegoyen, mais ameaças à segurança institucional do Brasil. “Temos abastecimento normalizado em todo o País e não há mais nenhuma ameaça, nenhum risco à segurança institucional”, afirmou. 

Fonte: Planalto

registrado em: , ,
Reportar erro