Notícia

Recuperação fiscal

União autoriza empréstimo de R$ 2,9 bilhões ao Rio de Janeiro

publicado: 15/12/2017 18h28, última modificação: 26/02/2018 12h02
Presidente da República assinou documento para viabilizar repasse que garante pagamento de salários atrasados de funcionários públicos estaduais

Para assegurar os pagamentos de servidores e a quitação das contas públicas, o presidente da República, Michel Temer, assinou nesta sexta-feira (15) o aval para tomada de empréstimo pelo Rio de Janeiro, ao lado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e do governador do estado, Luiz Fernando Pezão. O documento autoriza o empréstimo de R$ 2,9 bilhões ao estado pelo banco BNP Paribas. 

A medida prevê o repasse de R$ 2 bilhões aos cofres do estado, que serão destinados ao pagamento de parcelas do salário dos servidores públicos que estavam atrasados desde o ano passado. A liberação deve ocorrer nos próximos três dias.  Outros R$ 900 milhões serão executados ao longo de dois meses com a tomada do empréstimo junto ao banco BNP Paribas. A privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) respalda a quitação do empréstimo.

As medidas fazem parte do acordo de recuperação fiscal firmado entre União e estado em setembro deste ano. O plano já previa a obtenção de empréstimos junto a bancos públicos e privados.

Outras ações descrevem o aumento de receitas do estado com o corte de isenções e despesas; suspensão da cobrança de dívidas do Rio com a União. Tudo isso para recuperar as contas do estado, que enfrenta grave crise econômica e fiscal.

Fonte: Planalto

Reportar erro