Notícia

Brasil no Mercosul

Ministros defendem entrada do comércio eletrônico na agenda do Mercosul

publicado: 21/07/2017 12h33, última modificação: 27/02/2018 19h45
Defesa do tema foi realizada na segunda Reunião de Ministros de Indústria, Comércio e Serviços do Mercosul, em Mendonza, na Argentina
Mercosul passa a discutir comércio eletrônico entre países

Tema no Brasil é acompanhado pelo Fórum de Competitividade do Varejo - Foto: Divulgação/ MDIC

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, orientou nessa quinta-feira (20) que o comércio eletrônico transfronteiriço passe a integrar a agenda de discussões da programação da 50ª Reunião do Conselho do Mercado Comum do Mercosul, em Mendoza, na Argentina.

A defesa do tema foi realizada na segunda Reunião de Ministros de Indústria, Comércio e Serviços do Mercosul, que reuniu os ministros Marcos Pereira (Brasil), Francisco Cabrera (Argentina), Gustavo Leite (Paraguai) e Guillermo Moncecchi, que representou o governo uruguaio.

O ministro brasileiro frisou que, no País, o comércio além das fronteiras, via Internet, é tema permanentemente acompanhado no Fórum de Competitividade do Varejo, iniciativa liderada pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Para o secretário de Comércio e Serviços do MDIC, Marcelo Maia, é imprescindível olhar para o natural desenvolvimento do setor. "O comércio on-line é a evolução natural do varejo tradicional no mundo inteiro já há alguns anos", disse.

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems
Reportar erro