Notícia

Nota oficial

Em nota, governo rejeita uso da máquina pública contra cidadãos brasileiros

publicado: 09/06/2017 22h45, última modificação: 26/02/2018 12h05
Segundo a Secom, a Agência Brasileira de Inteligência atua nos limites da lei que regem seus serviços

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (9), a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) rejeitou que o governo federal use a máquina pública contra cidadãos brasileiros. De acordo com o comunicado, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) atua dentro dos limites da legislação do País.

Leia a íntegra:

Nota à imprensa

O presidente Michel Temer jamais “acionou” a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para investigar a vida do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, como publicado hoje pelo site da revista Veja. O governo não usa a máquina pública contra os cidadãos brasileiros, muito menos fará qualquer tipo de ação que não respeite aos estritos ditames da lei.

A Abin é órgão que cumpre suas funções seguindo os princípios do Estado de Direito, sem instrumentalização e nos limites da lei que regem seus serviços.
Reitera-se que não há, nem houve, em momento algum a intenção do governo de combater a operação Lava Jato.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República

Fonte: Portal Planalto

registrado em: ,
Reportar erro