Notícia

Segurança pública

Temer garante apoio à segurança no ES e pede volta dos PMs ao trabalho

publicado: 10/02/2017 17h31, última modificação: 26/02/2018 12h07
Em nota oficial, presidente da República ressaltou o envio de 2 mil homens para o estado e condenou o comportamento de policiais grevistas

O presidente da República, Michel Temer, garantiu, nesta sexta-feira (10), o total apoio do governo federal ao Espírito Santo em ações de segurança. Por orientação de Temer, os ministérios da Defesa e da Justiça e Segurança Pública enviaram 2 mil homens para atuar no estado.

Policiais militares capixabas paralisaram as atividades no último sábado (4). Em nota divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, Temer condenou a greve, considerada ilegal pela Justiça. Para o presidente, o movimento grevista “atemoriza” o povo do estado.

Na nota, Temer conclamou aos grevistas que retornem ao trabalho, como foi determinado pela Justiça. O presidente ressaltou que o direito à reivindicação não pode tornar o povo brasileiro refém e que o comportamento dos policiais é "inaceitável" num Estado de Direito.

O governo federal tem acompanhado a situação no Espírito Santo desde o início. Temer reforçou que fará todos os esforços para que a normalidade retorne “o quanto antes”.

As negociações entre os grevistas e o governo local, acrescentou o presidente, devem transcorrer dentro do mais absoluto respeito à ordem e à lei, preservando o direito e as garantias do povo que paga o salário dos servidores públicos, civis ou militares.

Fonte: Portal Planalto

Reportar erro