Notícia

Nota oficial

Doações de construtora foram declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral

publicado: 24/02/2017 17h08, última modificação: 26/02/2018 12h07
Em nota, Secom informou que Michel Temer, quando era presidente do PMDB, fez um pedido formal e oficial para contribuição na campanha eleitoral

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República informou, nesta sexta-feira (24), em nota à imprensa, que o presidente da República, Michel Temer, pediu "auxílio formal e oficial" à construtora Norberto Odebrecht para as campanhas eleitorais de 2014. De acordo com o comunicado, essa foi a única participação de Temer no episódio. A contribuição ao PMDB foi declarada na prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Leia a íntegra:

Nota à Imprensa

Quando presidente do PMDB, Michel Temer pediu auxílio formal e oficial à construtora Norberto Odebrecht. Não autorizou nem solicitou que nada fosse feito sem amparo nas regras da lei eleitoral. A Odebrecht doou R$ 11,3 milhões ao PMDB em 2014. Tudo declarado na prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral. É essa a única e exclusiva participação do presidente no episódio.

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República

Fonte: Portal Planalto

registrado em: ,
Reportar erro