Notícia

Medidas econômicas

Sinter apoiará o combate à sonegação e à lavagem de dinheiro

publicado: 15/12/2016 20h40, última modificação: 26/02/2018 12h08
Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais vai colaborar com a Receita Federal no combate à corrupção. Plataforma deve integrar cartórios e reduzir custos

O governo federal anunciou, nesta quinta-feira (15), que vai implementar o Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais (Sinter). O objetivo é usar essa plataforma para reunir informações sobre terras e imóveis no País.

Quando entrar em operação, o sistema apoiará o governo no combate à sonegação de impostos e à lavagem de dinheiro, além de reduzir os custos na obtenção dessas informações pelo setor público.

A plataforma vai ainda melhorar o registro da regularização fundiária, aumentar a segurança jurídica da propriedade, diminuir o risco na concessão de crédito público e de crédito imobiliário. Ela também vai contribuir para a redução do spread bancário, já que os riscos das operações serão menores.

Prazos para implementação

A Receita Federal será a responsável por administrar o sistema. Em junho de 2017, será implementado o módulo de cadastro nacional de imóveis rurais; em dezembro de 2017, implementado o módulo registral, com integração dos cartórios de registros.

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério da Fazenda

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems
Reportar erro