Notícia

Segurança Pública

Temer defende ações permanentes contra o crime nas fronteiras

publicado: 16/11/2016 16h49, última modificação: 26/02/2018 12h08
Presidente assinou decreto que institui Programa de Proteção Integrada de Fronteiras

Em reunião com ministros de países do Cone Sul, o presidente da Republica, Michel Temer, defendeu a realização de operações permanentes de segurança nas fronteiras. No evento realizado nesta quarta-feira (16), Temer assinou decreto que institui o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras.

Temer, que coordenou o Plano Estratégico de Fronteiras quando era vice-presidente, disse que as operações episódicas do antigo programa não eram suficientes para combater a criminalidade.

“No momento em que se noticiava que haveria uma ação nas fronteiras, (…) é claro que o crime se recolhia”, disse. “Talvez a solução, essa é uma proposta que eu deixo, é que haja meios e modos para que essas operações sejam permanentes”, acrescentou.


Aos representantes dos governos da Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai, Temer ressaltou a necessidade de combater crimes transnacionais, como o narcotráfico, "que ultrapassa todas as fronteiras e ganha força de tragédia".

A reunião realizada no Itamaraty busca dar efetividade a ações regionais voltadas ao combate de delitos. A discussão deverá definir parâmetros para intensificar o contato entre agências de segurança e inteligência dos países do Cone Sul.

Fonte: Portal Planalto

Reportar erro