Notícia

Brasil no BRICS

“Nossos desafios requerem ação coletiva”, afirma Temer em plenária do BRICS

publicado: 16/10/2016 09h12, última modificação: 26/02/2018 12h28
Presidente ressaltou a importância de ampliar parcerias em áreas prioritárias para os países que compõem o grupo
“Nossos desafios requerem ação coletiva”, afirma Temer em plenária do BRICS

Presidente Michel Temer participa de Sessão Plenária da VIII Cúpula do BRICS - Foto: Foto: Beto Barata/PR

Em discurso durante Sessão Plenária da VIII Cúpula do BRICS, neste domingo (16), em Goa, Índia, o presidente Michel Temer conclamou os países que compõem o grupo a buscar soluções conjuntas para enfrentar os desafios. “Buscamos soluções que favoreçam o bem-estar de nossas populações. Esta é a vocação do BRICS: comungar esforços para a construção de um mundo mais próspero e mais justo”, ressaltou.

Temer também falou da primeira década de conquistas do BRICS, em que o grupo se solidificou como representante de economias dinâmicas. Citou o Novo Banco de Desenvolvimento e o Arranjo Contingente de Reservas como principais realizações. Apontou também que um dos focos prioritários do grupo deve ser a consolidação do Banco. “Temos a confiança de que o Novo Banco de Desenvolvimento seguirá no caminho certo. Promoverá o desenvolvimento sustentável e se firmará como ator-chave entre as instituições financeiras internacionais”, disse o presidente.

Em seu discurso, falou sobre as medidas que o governo federal está tomando para recuperar o crescimento e gerar empregos; aprimorar marcos regulatórios; e reforçar a segurança jurídica para novos investimentos. “A parceria entre os [países do] BRICS poderá fomentar a interação entre nossos empresários e criar maior integração entre nossas economias”, acrescentou.

Defendeu que barreiras sanitárias e fitossanitárias não sejam utilizadas para fins protecionistas. “No domínio comercial, podemos avançar na remoção de barreiras não tarifárias, como a simplificação de procedimentos aduaneiros e o reconhecimento mútuo de padrões e certificados. A assinatura, nesta Cúpula, de acordo aduaneiro entre os [países do] BRICS abre possibilidades de maior coordenação entre nossas autoridades portuárias e alfandegárias”, afirmou Temer.

Temer também ressaltou a importância de ampliar parcerias conjuntas nas áreas de Saúde, Educação, Social, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia. “Estou certo, certíssimo, de que sairemos de Goa havendo renovado o nosso compromisso com o BRICS. Uma parceria que queremos sempre afinada com as prioridades de nossas sociedades”, concluiu.

 Fonte: Portal Planalto

Reportar erro