Notícia

Viagem internacional

Temer fará discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos

publicado: 14/09/2016 20h48, última modificação: 26/02/2018 12h10
Durante visita, presidente irá depositar ratificação do Acordo de Paris, participar de reunião de alto nível sobre refugiados e realizar encontro empresarial

Em sua segunda viagem internacional, o presidente da República, Michel Temer, vai a Nova York (EUA) para abrir a 71ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na próxima terça-feira (20)

O tema principal do debate geral deste ano será “Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o impulso universal para transformar nosso mundo”, sucedendo o tema de 2015 quando foi aprovada a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A Assembleia Geral é o principal órgão deliberativo da ONU com representação de todos os seus 193 Estados membros. É nela que todos têm o mesmo voto, o mesmo poder. Desde 1949, o debate geral é tradicionalmente aberto pelo presidente brasileiro.

“A importância da participação do Brasil se deve ao forte compromisso nosso com o multilateralismo. Esse é um preceito da nossa Constituição e faz parte da nossa identidade como nação democrática”, afirmou o embaixador Fernando Simas Magalhãe, em encontro com jornalistas. Ele é subsecretário-geral de Assuntos Políticos Multilaterais, Europa e América do Norte.

O embaixador lembrou que o Brasil é um dos membros fundadores da ONU. “Temos tido e continuaremos a ter uma participação muito engajada e comprometida com os valores do multilateralismo. E as Nações Unidas constituem a principal organização multilateral”, ressaltou.

Na quarta-feira (21), o presidente Temer participará também do evento de alto nível em que se fará o depósito dos instrumentos de ratificação do Acordo de Paris sobre mudança do clima. O Brasil, ao lado de Estados Unidos e China, é uma das três principais economias do mundo que já ratificaram o acordo.

Paralelamente às atividades na ONU, Temer realizará encontros bilaterais com os presidentes da Nigéria, de Portugal e do Uruguai. Reuniões com outros países ainda podem entrar na agenda. Além disso, Temer se encontrará também com o presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, que apresentará os planos para a realização do encontro da instituição em 2017 em Davos, na Suíça.

Encontro empresarial

Ainda na quarta-feira (21), Michel Temer também participará de dois eventos para  apresentar oportunidades de negócios e de investimentos no Brasil. O primeiro é uma reunião privada com um grupo de 20 a 25 executivos representantes de fundos de investimento. Na sequência, irá a almoço ampliado com a participação de empresários.

O encontro é uma realização conjunta do Conselho das Américas e da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Reunião de alto nível sobre refugiados

Antes de participar da Assembleia Geral, o presidente Michel Temer participa, na segunda-feira (19), de uma reunião de alto nível sobre migrantes e refugiados, que foi convocada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. O encontro busca uma maior coordenação internacional na resposta a esses fenômenos.

Ao final da reunião, será aprovada uma decisão política que dará início a um processo de negociação sobre refugiados que pode se estender até 2018 quando dois pactos globais serão adotados: “Sobre o compartilhamento de responsabilidades relativas aos refugiados” e “Migrações seguras, regulares e ordenadas”.

 

Fonte: Portal Planalto

Reportar erro