Notícia

Investimentos

Ministros destacam receptividade dos investidores estrangeiros com o programa de concessões

publicado: 22/09/2016 12h42, última modificação: 26/02/2018 12h28
Moreira Franco, Henrique Meirelles, Fernando Coelho Filho e Maurício Quintella estiveram em Nova York para falar das oportunidades de investimento no Brasil
Ministros destacam receptividade dos investidores estrangeiros com o programa de concessões

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, destacou a importância do programa na geração de empregos

O secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, e os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) e Maurício Quintella (Transportes, Portos e Aviação) participaram, nesta semana, de encontros com investidores em Nova York.

Durante as reuniões, a comitiva que acompanhou o presidente Michel Temer em sua viagem oficial aos Estados Unidos falou das oportunidades de investimento no Brasil, em especial do pacote de concessões e privatizações anunciado pelo governo na semana passada.

Em entrevista ao Portal Planalto, o ministro Maurício Quintella afirmou que a receptividade do PPI pelos investidores norte-americanos foi “a melhor possível”. Segundo o chefe da pasta dos Transportes, Portos e Aviação, o modelo de concessões é atrativo e foi construído em conjunto com o setor privado.

“A expectativa é que tenhamos grande interesse dos investidores e de operadores de infraestrutura nessa primeira rodada de leilões no Brasil. Com o aprimoramento do programa, a tendência é que esses investidores cada vez mais participem dessas obras de infraestrutura, que são fundamentais para o desenvolvimento do País”, destacou.

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, enfatizou que o novo programa de concessões também vai gerar empregos no Brasil. “Com o anúncio da Parceria de Investimentos, os investidores estão manifestando interesse em conhecer quais são as ideias do governo e quais os ativos que serão concedidos à iniciativa privada. Com isso, podemos atrair mais investimento para o Brasil, gerar mais emprego e mais renda para a nossa gente.”

Fonte: Portal Planalto

Reportar erro